sábado, 11 de fevereiro de 2017

Polícia Civil completa 48 horas fora do ar com sistema de informática

O sistema de informática da Polícia Civil completou 48 horas fora do ar no início da noite desta sexta-feira. O problema começou às 18h de quarta-feira. Os registros de ocorrência estão sendo feitos num sistema de emergência para que sejam incluídos posteriormente no banco de dados. Enquanto isso, no entanto, só quem fez a peça consegue visualizá-la. Com a pane, não é possível consultar mandados de prisão e nem mesmo incluir novos, por exemplo.

O sistema saiu do ar após os dois discos que armazenam as informações apresentarem problemas. Um deles queimou e o outro teve os dados corrompidos.

Na quinta-feira, matéria do EXTRA mostrou que o chefe de Polícia do Rio, delegado Carlos Leba, temia que houvesse uma paralisação do sistema por causa da falta de pagamento à empresa que faz sua manutenção. No entanto, procurado nesta sexta, Leba afirmou não acreditar que o problema tenha ligação com a dívida da Polícia Civil com a companhia.

40 anos de prisão para Eike Batista e Sérgio Cabral é o que pede MPF-RJ

O Ministério Público Federal (MPF) no Rio de Janeiro denunciou, nesta sexta-feira (10), o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, o empresário Eike Batista e mais sete pessoas (veja abaixo a lista completa). A denúncia é resultado da Operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato no Rio.
Segundo os procuradores, a pena de Eike pode chegar a 44 anos e a de Cabral a 50, caso eles sejam condenados por todos crimes denunciados. A legislação brasileira, porém, limita o cumprimento de pena a 30 anos.


Eike é acusado de cometer dois crimes de corrupção ativa e um de lavagem de dinheiro. Já Cabral foi denunciado por dois atos de corrupção passiva, dois de lavagem de dinheiro, além de um de evasão de divisas.
Agora, a Justiça vai decidir se os denunciados viram réus por esses crimes. Eike já responde a processos por crimes financeiros. Cabral já é réu pela Lava Jato.



Denunciados pelo MPF

Sérgio Cabral, ex-governador do Rio: corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas Adriana Ancelmo, mulher de Cabral: corrupção passiva e lavagem de dinheiro Wilson Carlos, ex-secretário de Governo: corrupção passiva e lavagem de dinheiro Carlos Miranda, suspeito de ser operador do esquema : corrupção passiva e lavagem de dinheiro Eike Batista, empresário: corrupção ativa e lavagem de dinheiro Flávio Godinho, ex-sócio de Eike: corrupção ativa e lavagem de dinheiro
Luiz Arthur Andrade Correia: lavagem de dinheiro Renato Chebar, operador financeiro: lavagem de dinheiro e evasão de divisas Marcelo Chebar, operador financeiro: lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Na última quarta (8), a Polícia Federal tinha indiciado 12 pessoas na Operação Eficiência, um desdobramento da Lava Jato no Rio. Mas nem todas elas foram denunciadas pelo MPF. Entre as que ficaram de fora, estão os operadores Luiz Carlos Bezerra e Sérgio de Castro Oliveira, a ex-mulher de Cabral, Susana Neves Cabral, e o irmão de Cabral, Mauricio de Oliveira Cabral Santos.
As investigações continuam e mais pessoas ou crimes ainda podem ser denunciados pelo MPF.
O que diz a denúncia.

O MPF investiga dois pagamentos suspeitos feitos por Eike Batista ao ex-governador. O primeiro deles, de US$ 16,5 milhões, se refere a um contrato falso de intermediação da compra de uma mina de ouro. Outro, revelado nesta sexta, seria de R$ 1 milhão a ex-primeira dama e mulher de Sérgio Cabral, Adriana Ancelmo. O escritório de advocacia dela teria recebido a propina numa simulação de prestação de serviços através da EBX, uma das empresas do conglomerado do empresário.
De acordo com os procuradores, ainda não é possível dizer quais negócios de Eike foram favorecidos por causa dos repasses ao grupo do ex-governador.

"Não estamos vinculando o pagamento de propina a um empreendimento específico. Havia uma série de interesses do empresário no Estado, então esse pagamento de propina era para comprar apoio e atos decisórios do governo que poderiam beneficiar interesses da EBX", diz o procurador Rafael Barreto.
O pagamento a Adriana Ancelmo foi feito por meio de transferência bancária. Segundo os investigadores, advogados que trabalhavam no escritório dela há anos disseram que jamais haviam prestado serviço para a empresa de Eike.

Em operação de busca e apreensão no escritório, também não foram encontrados documentos relativos à EBX, segundo o Ministério Público Federal do Rio.

Adriana Ancelmo está presa desde 6 de dezembro do ano passado, no Complexo de Gericinó, em Bangu, Zona Oeste. A prisão é a mesma onde está o marido. Ela foi detida na Operação Calicute suspeita de lavar dinheiro e ser beneficiária do esquema de corrupção comandado por Cabral.
Desde que foi preso, em 30 de janeiro deste ano, Eike Batista já foi levado duas vezes a prestar depoimento à Polícia Federal, mas segundo seu advogado, Fernando Martins, ele se manteve calado, reservando-se o direito de falar apenas em juízo. Ainda segundo Martins, o empresário disse apenas que desconhecia o repasse de US$ 16,5 milhões ao ex-governador Cabral.

Fonte: Por Gabriel Barreira, G1 Rio

Aberta as inscrições para os cursos gratuitos Faetec 2017

Inscrição FAETEC RJ Cursos Gratuitos 2017: Novas Vagas

Aberta as inscrições para os cursos gratuitos Faetec 2017 novamente, dessa vez mais de 76 mil vagas estarão disponibilizadas para 73 cursos profissionalizantes diferentes. São diversas oportunidades que serão distribuídas nas 90 unidades atuais em todo o estado do Rio de Janeiro.


Para fazer sua inscrição nos cursos gratuitos da FAETEC 2017 é fácil, acesse:www.faetec.rj.gov.br, posteriormente vá no link “Inscrições para os cursos FIC de Qualificação Profissional” e siga as instruções.
Para essa nova leva de cursos gratuitos oferecidos pela instituição as inscrições ocorrerão nos próximos dias. Fique atento, dessa vez serão somente 21 mil vagas diferente das 120 mil vagas oferecidas no começo do ano.

Fonte: http://www.faetec.net/inscricao-faetec-rj/

Ontem (10) 36° Batalhão realizou operação presença em centros comerciais e bancários além de escolas, praças e edificações públicas nessa sexta feira.

Objetivo da ação que ocorre nos municípios de Santo Antônio de Pádua, Miracema, Aperibé, Itaocara, Cambuci e São Sebastião do Alto, é demonstrar a população da região o trabalho ostensivo da PM e passar a todos a sensação de segurança.






Fonte e fotos: Radio Feliz

TJ-RJ bloqueia R$ 11,7 milhões descontados de servidores para sindicato

Por decisão do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), o Sindicato dos Servidores Públicos do Poder Estadual do Estado do Rio (Sindserj) não receberá, por enquanto, o imposto sindical que foi descontado dos salários de 107.020 servidores ativos do governo do estado.


Ainda como presidente do órgão, o desembargador Luiz Fernando Ribeiro de Carvalho aceitou o pedido feito pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE) e bloqueou o valor destinado ao Sindserj.

O pedido feito pela PGE se baseia na falta de representatividade do sindicato, que sequer tem sede fixa. No fim de 2016, o Sindserj obteve uma decisão favorável do Superior Tribunal de Justiça (STJ) para descontar um dia de trabalho, por ano, dos funcionários públicos sem representação sindical.

O caso seguirá para o Órgão Especial do TJ-RJ e poderá ser revisto. Caso o pedido da PGE seja aceito e a contribuição invalidada, o valor descontado dos servidores poderá ser devolvido.

Fonte: Nelson Lima Neto

Secretaria Municipal de Meio Ambiente recebe peixes do Projeto Piabanha

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente recebeu 7.000 juvenis de Curimatã (Prochilodus lineatus) do Projeto Piabanha. Os peixes com tamanhos entre 5cm a 10cm fazem parte do Projeto de incentivo a criação de espécies nativas.



Os peixes serão instalados na Estação de Piscicultura da Secretaria, onde os técnicos farão o acompanhamento aguardando seu crescimento. Após todo preparo, os peixes serão doados para produtores rurais do município.

ASCOM/PÁDUA

Três assaltos e um furto cidade de Pádua nas últimas 30 horas.

Problemas no sistema impediram a Policia Civil de registrar os casos .


Santo Antônio de Pádua já contabiliza três assaltos e um furto desde a noite de quinta-feira (09). Ontem, uma farmácia foi assaltada no bairro Cidade Nova. Já no final da tarde de hoje uma outra farmácia foi assaltada no bairro Ferreira. Os mesmos bandidos teriam abandonado a moto usada no crime, que era furtada, e roubaram em seguida uma outra moto próximo a "Ponte do Nando".

    Segundo informações da Polícia Civil, primeiramente dois assaltantes chegaram por volta das 16h10 em uma moto na farmácia, situada na Rua Ferreira da Luz, no Ferreira. Armado, um deles entrou no estabelecimento, rendeu o funcionário e roubou uma quantia em dinheiro. Após a ação, os dois fugiram em uma moto Yamaha YBR.




   Na fuga, os criminosos teriam sofrido uma queda com a moto próximo a "Ponte do Nando. A moto foi abandonada. Logo em seguida, eles assaltaram um motociclista que passava pelo local. Os dois usaram o veículo da vítima, uma "cinquentinha" de cor preta, para continuar a fuga.

   A moto abandonada no assalto à farmácia foi apreendida pela Polícia Militar. Na 136ª Delegacia Legal do município foi descoberto que a moto, de cor preta, na verdade foi pintada. A cor original era vermelha, tendo as mesmas características de uma moto furtada na noite anterior em Pádua. A placa foi arrancada e o chassi havia sido raspado.


   O assalto da farmácia na noite de ontem não foi registrado na Delegacia. Já o furto e os assaltos nesta sexta foram apresentados, mas só serão registrados após o sistema da Polícia Civil voltar a operar. Há dois dias uma falha deixou o sistema fora do ar em todas as delegacias do estado.

   A Delegacia irá investigar os crimes e não descarta a hipótese de todos os casos terem sido praticados pela mesma dupla, que não foi identificada.

Fonte: FI

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

PM do RJ pede que população busque informações por canais oficiais

Major Ivan Blaz afirmou que o policiamento transcorre no Estado do Rio de Janeiro tranquilamente. Troca de turno ocorre de maneira normal.




Em entrevista ao Bom Dia Rio na manhã desta sexta-feira (10), o major Ivan Blaz, porta-voz da Polícia Militar, afirmou que o policiamento transcorre no Estado do Rio de Janeiro tranquilamente. Segundo ele, a troca de turno ocorre de maneira normal, apesar da corporação reconhecer os problemas que as tropas enfrentam. A PM pede que a população busque informações pelos perfis oficiais da corporação nas redes sociais.

“O patrulhamento está transcorrendo normalmente. De fato, estamos lidando com uma grande insatisfação da tropa, uma vez que ainda estamos ansiando pelo 13º salário, o pagamento do salário em dia e várias questões que são direito dos policiais”, explicou Blaz.
De acordo com o porta-voz da PM, a discussão dos comandantes com suas tropas é fundamental para conscientizar a todos sobre a necessidade de lutar pelos próprios direitos sem afetar a rotina dos cidadãos.

“Estamos com os comandantes nas suas unidades, dialogando, conscientizando, informando a nossa tropa sobre a importância de estarmos nas ruas e de que cumprir a nossa missão é o melhor jeito de atingir o nosso objetivo”, explicou o porta-voz, destacando o profissionalismo dos policiais militares.
Ainda segundo o major Ivan Blaz, a troca de turno ocorre em diferentes horários de maneira tranquila. Ele destacou que a população deve buscar informações nos perfis oficiais da corporação.

“Diferentes setores do nosso Estado clamaram pela permanência, principalmente temendo a nossa ausência. Já fazemos parte de um estado violento. Sem a Polícia Militar, que está realmente ali, na barreira entre a barbárie e a civilidade, não sabemos onde iríamos chegar. Hoje é importante que a Polícia Militar esteja nas ruas, porque é defender a sociedade e os nossos familiares e o modo de vida como conhecemos”, destacou Blaz.

Fonte: G1

Apesar de manifestações de familiares, PM do Rio mantém rotina

Até o início desta manhã, era normal o policiamento na cidade do Rio, apesar das manifestações que acontecem em mais de dez batalhões no estado do Rio. Pelas redes sociais, os comando a PM informa que a troca de turno está sendo feita normalmente nos batalhões.

Trens, barcas, metrô e ônibus circulam noramalmente. O porta-voz da PM Major Ivan Blaz publicou durante a madrugada um vídeo no Twitter oficial da polícia informando que a rotina das tropas não foi alterada e o policiamento estratégico está sendo mantido.

Paralisação da PM no estado do Rio segue pacifica e a Policia Militar continua com o plantão normal

 Na manhã desta Sexta-feira a Policia Militar está nas ruas de todo o Estado do Rio de Janeiro, e a mobilização das manifestação sendo acompanhado  de perto o andamento das reivindicações da categoria. Em nota o comando da Policia Militar informou que as rondas estão normalmente e pede para que evite boatos em redes sócias e etc....



Polícia Militar do Rio de Janeiro distribuiu um comunicado em que faz um apelo para que a tropa reflita sobre as consequências de uma possível paralisação. O governador Luiz Fernando Pezão convocou uma reunião de emergência com os comandantes das unidades militares para tratar da questão, no Palácio da Guanabara, na manhã do dia (8).



Em nota, a PM diz que a violência é um grave problema da sociedade. “A Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro é a instituição que garante a 'civilidade', o ir e vir, o trânsito de pessoas. Só nós conhecemos a realidade nua e crua do dia a dia de policiamento”.

Na nota, a PM diz ainda que são falsas as informações divulgadas por meio de redes sociais e que convocam a categoria para uma paralisação na sexta-feira (10), a partir das 6h.
No documento, a corporação apela para que a tropa reflita sobre medidas que possam causar danos irreparáveis à sociedade e procurem outra forma de reivindicar seus direitos. A PM cita ainda o prejuízo que uma paralisação traria à população.

“No entanto, é preciso pensar que o impacto da nossa ausência poderá recair sobre nossos ombros, sobre nossas famílias. A nossa falta causaria males incalculáveis e irreparáveis. Temos a certeza que passamos por um momento muito delicado, mas é preciso avaliar as consequências dos nossos atos. Protestos são legítimos, mas precisamos buscar a melhor forma de reivindicar nossos direitos. Paralisar um serviço essencial afeta toda a população, incluindo nossas famílias. A quem interessa a barbárie? #ValorizeQuemteProtege #ServireProteger”, diz a nota.

O presidente da Associação de Praças da Polícia Militar e de Bombeiros do Rio de Janeiro (Aspra), Vanderlei Ribeiro, disse que o governo tem de “conter essa euforia da tropa”, com relação à possível adesão ao movimento iniciado na última semana no Espírito Santo. Desde a última sexta-feira (3), parentes de policiais militares do Espírito Santo, principalmente mulheres, impedem a saída de viaturas e de equipes de plantão dos batalhões nas cidades capixabas. “Ninguém pode afirmar se vai acontecer ou não uma paralisação. [O governo] tem que arranjar uma solução. Tem que ter vontade política para resolver o problema”, disse Ribeiro.

Os policiais militares do Rio estão sem receber o 13º salário e o Regime Adicional de Serviço (RAS) referente aos Jogos Olímpicos de 2016. Eles reivindicam ainda o pagamento de horas extras e adicional noturno.
Vanderlei Ribeiro pede que o governador Luiz Fernando Pezão arranje uma saída de emergência com o governo federal para quitar o 13º salário de 2016 e outros benefícios ainda não pagos.

“A PM é a única categoria que coloca sua vida em risco. Não podemos deixar acontecer para depois pedir a intervenção do Exército”, destacou.
Ribeiro disse que foi chamado pelo comandante-geral da corporação, coronel Wolney Dias Ferreira, para uma reunião logo mais às 16h, no quartel-general da PM.

Edição: Lílian Beraldo

Farmácia é assaltada no bairro Cidade Nova em Santo Antônio de Pádua e PM alerta sobre a importância de se fazer o B.O

Uma farmácia foi assaltada no início da noite desta quinta-feira (09) no bairro Cidade Nova, em Santo Antônio de Pádua. Pelo menos dois homens estariam envolvidos no roubo.



   De acordo com populares, um dos envolvidos estaria armado. Ele entrou no estabelecimento e anunciou o assalto. Uma pessoa foi rendida e o dinheiro do caixa foi levado. A quantia não foi revelada. Após a ação, os assaltantes fugiram.

   A Polícia Militar foi acionada, mas a vítima preferiu não registrar a ocorrência na Delegacia Legal do município.


A Policia Militar lembra  importância de registrar o boletim de ocorrência !


Casos de assaltos, ameaças, violência física e furtos são crimes que merecem punição. Para isso, é necessário que o indivíduo registre um boletim de ocorrência, pois isso ajuda os afetados e possíveis futuras vítimas. No caso de estabelecimentos como restaurantes, lojas, bancos e comércios em geral, além de ajudar a vítima, auxilia na investigação da polícia, que a partir do momento do registro já está ciente dos acontecimentos e pode direcionar a forma e local de policiamento.
Algumas pessoas acabam não registrando essas ocorrências ou denúncias, porém é muito importante que essa atitude seja tomada. Os motivos que impedem a população de registrar os crimes na polícia são diversos, como o medo de represália ou quando o criminoso é parente ou amigo próximo, além de casos não tão graves e ameaças.
Em casos de ataques constantes na mesma região, os B.O.’s alertam aos oficiais e delegados sobre a importância de foco na vistoria dos locais, que podem ser reforçados se forem denunciados de localidades diferentes.
Também conhecido pela sigla “BO”, é o documento que registra a notícia do crime. O Boletim de Ocorrência é o ato que dá inicio à fase pré-processual de apuração de um crime cometido e é o que possibilita a instauração do inquérito policial, além de fornecer dados para estatísticas ao poder público que poderá desenvolver políticas no campo da segurança pública evitando assim as chamadas “cifras negras”, que são os crimes que não chegam ao conhecimento do Estado.
É muito importante que nós, moradores, registremos qualquer tipo de ocorrência fornecendo o maior número de informações possíveis para o poder público traçar um perfil da criminalidade que nos afeta além de podermos cobrar atitudes da polícia dentro de fatos efetivamente ocorridos e não de supostos boatos de insegurança. Como dito no meio jurídico: “o que não está nos autos, não está no mundo” (quod non est in actiis non est in mundo).
BO Eletrônico
Deve ser lembrado, por outro lado, que hoje a Secretaria da Segurança Pública disponibiliza, em alguns casos, o BO Eletrônico através da Delegacia Eletrônica.
Esse tipo de BO pode ser feito via internet em casos de:
Furto de Veículo;
Furto ou Extravio de Documentos;
Desaparecimento ou Encontro de Pessoa;
Furto de Placa;
Furto de Celular.

Para outros tipos de ocorrência, você deve comparecer a um distrito policial.

Rioprevidência dívida de R$ 18 bi é o que constata TCE-RJ

O Tribunal de Contas do Estado do Rio de Janeiro (TCE-RJ) constatou uma dívida de R$ 18,5 bilhões no Fundo Único de Previdência Social do Estado do Rio de Janeiro (Rioprevidência) referente a operações financeiras feitas no Brasil e no exterior para antecipação de receitas. O relatório do conselheiro José Gomes Graciosa aprovado pelo plenário nesta quinta-feira (9) é fruto, entre outros fatores, da ausência de repasse de recursos devidos pelo governo do Estado ao órgão, que descapitalizou a autarquia.

   A diferença entre a entrada de receita e a dívida resulta em um deficit de R$ 10,5 bilhões. O relator determina a notificação do ex-governador Sérgio Cabral e de seu sucessor, Luiz Fernando Pezão, assim como do ex-diretor-presidente do Rioprevidência Gustavo Barbosa (atual secretário de Estado de Fazenda) e de Reges Moisés dos Santos, hoje à frente da autarquia.



   Na análise das contas do governo de 2015, o tribunal constatou diversas situações que ocasionaram um  resultado negativo na gestão do  Rioprevidência. Em 2013, ocorreram as primeiras operações financeiras para captação de recursos, que ofereciam como garantia a cessão de royalties e participações especiais que compõem parte do fundo previdenciário. As transações iniciais foram feitas com a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil, respectivamente, nos valores de R$ 2,3 bilhões e R$ 1 bilhão. Em junho e outubro de 2014, para fechar a conta sem aportes do Tesouro Estadual, o fundo de previdência precisava de R$ 5 bilhões em receitas extraordinárias. Desta forma, recorreu à nova cessão de receita futura, estruturando uma operação financeira internacional de securitização, por meio de três transações para captar mais recursos.

Operações

   Para realizar as novas operações, foram emitidos US$ 2 bilhões em bonds (espécie de nota promissória) e R$ 2,4  bilhões em debêntures (títulos de dívida) no mercado externo. Para viabilizar as transações, o governo estadual, com autorização da Assembleia Legislativa do Estado (Alerj), criou as empresas Rio Oil Finance Trust (ROFT) e Rio Petróleo S/A. 

   A primeira é uma sociedade de propósitos específicos, fundada com o objetivo de comprar todos os direitos sobre as receitas de royalties e participação especial do Rioprevidência, por meio da venda de bonds. A ROFT possui sede em Delaware, nos EUA, e tem como seu representante legal o National Wilmington Trust. Já a Rio Petróleo S/A tem como objetivo  vender debêntures para amortizar o saldo devedor gerado pelas negociações anteriores com a Caixa e o Banco do Brasil. A empresa possui como representante a Planner Trustee  Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.

Garantia

   Tendo sempre como garantia os royalties futuros, o conjunto das transações iniciais gerou uma entrada de R$ 6,6 bilhões, sendo R$ 3,3 bilhões resultantes das operações internacionais, somados aos R$ 3,3 bilhões da Caixa e do Banco do Brasil, com o pagamento de obrigações do Rioprevidência previstas da ordem de R$ 12,6 bilhões até 2024.

   O TCE não identificou até o momento e quer saber quais foram os critérios técnicos, legais e isonômicos adotados na seleção dos representantes das empresas criadas pelo governo. Também não há informações sobre quem seriam os responsáveis pela contratação do  National Wilmington Trust.

   Para fazer frente aos compromissos assumidos, mais uma operação foi feita no mercado externo. Dessa vez, foram emitidos títulos com valor de face de US$ 1,1 bilhão (cerca de R$ 2,8 bilhões na época). Uma parte destes recursos, R$ 979 milhões, foi utilizada para amortizar o saldo devedor das debêntures da operação anterior. Mediante as novas negociações, as entradas totais passaram a ser de R$ 8,226 bilhões, com saídas previstas de R$ 15,666 bilhões para pagamento até 2027.

Quebras de contrato

   Em setembro de 2015, houve a quebra de cláusulas contratuais com os investidores estrangeiros e foram realizadas negociações visando a não execução das penalidades, que, caso ocorressem, impediriam a emissão de novos títulos e antecipação de pagamentos. Além disso, ocorreu o acréscimo de juros de 2%, o que gerou uma necessidade de pagamento maior no valor de R$ 1,94 bilhão. A ação resultou na proposta de waiver, uma espécie de renegociação que evita a declaração de inadimplência no mercado.

   O TCE determinou a expedição de ofício ao presidente da Alerj, Jorge Picciani, ao procurador-geral de Justiça do Estado, aos ministros da Fazenda e Previdência Social, ao Procurador-Geral da República e à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) para que tomem ciência dos fatos.

Agência Brasil

Veja aqui se você vai ter direito de sacar o FGTS

No dia 22 de dezembro de 2016, o governo anunciou uma série de medidas com o objetivo de estimular a economia. Dentre elas, está a autorização para o saque de todas as contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Desde o anúncio, muito tem se especulado sobre o assunto e informações incorretas têm circulado, principalmente nas redes sociais.


Apesar de a Caixa ainda não ter definido os detalhes sobre como serão os procedimentos, já é possível esclarecer algumas dúvidas. A definição de como serão feitos os saques deve ser divulgada, de acordo com a assessoria do banco, até o fim da primeira quinzena de fevereiro. Confira as respostas às principais dúvidas dos trabalhadores interessados em sacar os recursos:
1) Haverá um limite para o saque do FGTS inativo?
De acordo com o governo, o volume estimado dos saques será de R$ 30 bilhões. Poderão ser sacados os valores de todas as contas inativas datadas até 31 de dezembro de 2015 e não haverá limite para saques. Os pagamentos vão ser feitos em calendário estipulado pela Caixa Econômica Federal. Para organizar o fluxo, é provável que o calendário seja feito de acordo com a data de nascimento dos beneficiários.
2) Quem tem direito ao saque?
Apesar de o calendário de saques ainda não ter sido divulgado, já é possível saber se você tem direito à retirada do benefício. Caso a pessoa tenha trabalhado até 31 de dezembro de 2015 e não pode sacar o FGTS ao sair do emprego (isso acontece nos casos em que o trabalhador tenha pedido demissão ou tenha sido demitido por justa causa), ela tem direito ao saque. Contas que estavam ativas em 31 de dezembro de 2015 e contas ativas não terão o saque do FGTS permitidos neste ano.
3) O que é uma conta inativa no FGTS?
Cada vez que o trabalhador inicia um contrato de trabalho, uma nova conta do FGTS se inicia. Todo mês, trabalhador e empregador depositam um valor nesta conta. Quando o contrato de trabalho se encerra, a conta se torna inativa, já que não há mais depósitos. Caso o saque não seja feito ao final do contrato, a conta inativa fica rendendo juros de 3% ao ano + Taxa Referencial. Contas do FGTS referentes a contratos de trabalho vigentes não são consideradas inativas.
4) Como consultar o saldo das contas inativas?
A Caixa tem disponibilizado alguns canais para a população consultar o saldo das contas do FGTS inativas. São eles: aplicativo do FGTS, site da Caixa, SMS, telefone e agências. Em todos os casos, é necessário ter o número do seu NIS/PIS, título de eleitor e documentos de identidade. Veja o passo a passo para consulta em cada um dos canais.
Aplicativo: a primeira coisa que você terá que fazer é baixar o aplicativo. Isso pode ser feito na loja de aplicativos do seu smartphone (Play Store, Apple Store, Microsoft Store). Depois disso, você vai precisar do número do seu NIS para cadastrar uma senha. Depois de feita a senha, é preciso confirmar ou atulizar o seu endereço residencial. Esse vídeo mostra como é o procedimento.
Site: depois de acessar o site da Caixa, você vai entrar na aba Benefícios e Programas e, depois, em FGTS. Em seguida, clique Consulte seu FGTS. Assim como no aplicativo, você terá que cadastrar uma senha para o número do seu NIS. Saiba como é o procedimento.
SMS: caso você já tenha cadastrado a senha para o acesso à internet, é possível pedir para que o banco envie as informações sobre o FGTS para o seu celular. Só é preciso preencher os dados nesta página ou, ainda, ir a uma agência para fazer a adesão ao serviço, que é gratuito.
Telefone: é possível consultar o saldo do FGTS por meio do número 0800 726 0207. O atendimento ocorre de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h, e aos sábados, das 10h às 16h, aceitando chamadas originadas de telefones fixos e celulares. É preciso ter o número do seu NIS/PIS, endereço e documentos em mãos para fazer a consulta.
Agências e lotéricas: também é possível verificar o saldo em agências da Caixa Econômica Federal e em lotéricas. No caso das lotéricas, é preciso ter o Cartão do Cidadão. No caso das agências, é preciso o número do NIS/PIS, endereço e documentos em mãos.
5) Qual será o calendário de saques?
O calendário de saques será divulgado, de acordo com a Caixa, até o fim da primeira quinzena de fevereiro. A assessoria do banco afirmou que vai avisar os beneficiários cadastrados no serviço de SMS por meio de mensagem. Também será possível saber do calendário de saques por meio dos serviços telefônicos, de internet ou nas agências do banco.
6) Qual é o procedimento para sacar o FGTS inativo?
A assessoria da Caixa afirmou que ainda está planejando como vai ser o procedimento de saques. Mais informações serão divulgadas até o fim da primeira quinzena de fevereiro. Ainda não se sabe se será preciso ir às agências para fazer o saque.


7) Vale a pena sacar o FGTS inativo?
A liberação de saque das contas inativas de FTGS foi uma medida do governo para ajudar as pessoas a “quitarem dívidas”. Porém, mesmo que a intenção não seja gastar o dinheiro, vale a pena fazer o saque.
“Hoje, o FGTS rende menos do que qualquer outro investimento, inclusive a poupança. Então se você tiver condições de sacar o dinheiro das contas inativas, faça isso. Se não tiver dívidas para pagar, procure um outro investimento que o seu banco ofereça”, aponta o professor do Departamento de Economia da Universidade de Brasília (UnB) Roberto Ellery. Para aplicações, ele recomenda, dependendo do valor, o investimento no tesouro direto ou em fundos de renda fixa.

quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Doação de livros beneficia jovens porciunculenses












A Secretaria de Cultura de Porciúncula recebeu, nesta quinta-feira (09/02), a doação de 59 livros didáticos para o acervo da Biblioteca Municipal Eloy Vieira Lannes. O material, todo sem uso, foi presenteado pela porciunculense Laurinda Lopes Farias. Agora está sendo catalogado para ser disponibilizado aos leitores.

A interação do poder público com a população, com os artistas de Porciúncula e com o setor privado é uma das principais estratégias para o desenvolvimento da cultura na região, segundo o secretário de Cultura, Vitor José de Araújo. “Temos de trazer as pessoas, principalmente os jovens, para dentro da Biblioteca, através de ações que incentivem o hábito da leitura”.

Fabiano Júnior
Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Porciúncula    

MERENDA ESCOLAR DE EXCELÊNCIA PARA OS ALUNOS PORCIUNCULENSES













Criança que é bem alimentada mostra disposição e desenvolvimento em suas habilidades. Neste sentido a alimentação acaba sendo significativa para a contribuição do desenvolvimento da criança tanto na escola como na sociedade. Por acreditar nisto, a alimentação das escolas públicas municipais é uma das prioridades da Secretaria de Educação de Porciúncula.
Composta por um cardápio que visa atender as necessidades nutricionais dos alunos, tem sido realizado um trabalho com preparações completas que tem por objetivo formar bons hábitos alimentares e contribuir para que crianças e jovens porciunculenses tornem adultos mais saudáveis. De acordo com a nutricionista Débora Alves de Pinho Machado Silva, responsável pela elaboração do cardápio das escolas municipais, o Setor de Alimentação Escolar vem introduzindo novas preparações com variedades de verduras, legumes, proteínas e frutas (como sobremesa). “Temos oferecido frango com quiabo, refogado de legumes verdes com carne suína e feijoada saudável. Todos os dias ainda tem arroz e feijão, independente de qualquer outra preparação”, explica a nutricionista.
Para melhorar o serviço prestado e realizar um trabalho de excelência, também são realizadas capacitações dos funcionários do serviço de alimentação escolar. “Esses funcionários são essenciais, pois sem a dedicação, o carinho e a competência de nossas merendeiras não seria possível oferecer uma alimentação rica em nutrientes e muito amor, o que reflete diretamente no desenvolvimento dos nossos alunos”, concluiu Débora Alves.

Rosimere Ferreira
Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Porciúncula

Beber para esquecer é mito. Álcool reforça memórias ruins, diz estudo








Quando os problemas apertam, há quem recorra a uma boa dose de bebida alcoólica para tentar esquecê-los. Mas, segundo um estudo feito por pesquisadores da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos, o efeito é um pouco diferente. O consumo de álcool, na verdade, reforçaria as memórias negativas.
No estudo, dividiram ratos de laboratório em dois grupos. Um bebeu água por duas horas e o outro, grande quantidade de álcool. Depois, todos foram submetidos a um som específico seguido de descarga elétrica. No dia seguinte, os animais ouviram o mesmo barulho, mas sem o choque. Os que tinham ingerido álcool demonstraram lembrar mais do choque do que os outros.
Para a coordenadora da Comissão de Dependência Química da Associação Brasileira de Psiquiatria, Ana Cecília Marques, o estudo deve ser feito em humanos para resultados mais precisos. Por enquanto, o que é certo, diz ela, é que, na primeira fase da bebedeira, o álcool pode resgatar memórias antigas, não necessariamente as vividas enquanto se bebe.
— Dependendo da dose, memórias mais intensas, boas ou ruins, podem ser desencadeadas por conta da liberação de dopamina, que estimula a acetilcolina (hormônio da memória) no sistema límbico (responsável pelas emoções) — explica.
Ela fala ainda como o álcool age naqueles que bebem para amenizar alguma dor:
— A dopamina traz a sensação de relaxamento e a pessoa não fica presa ao mal estar que vive. Mas com o fim do efeito do álcool, tem que enfrentar a realidade como ela é.


Afogar mágoas e não parar de falar sobre elas


Se quando se começa a beber a tendência é lembrar de coisas não tão boas, após algumas doses a mais, a sensação é de relaxamento mental.
— Após duas a três latas de cerveja, passa a se abolir a atenção, o reflexo, a capacidade de tomar decisões — conclui Ana Cecília.
O neurologista André Gustavo Lima afirma que o estudo da universidade americana pode trazer respostas químicas para um comportamento já conhecido: falar sem parar.
— Quem bebe fica desinibido, então, fala mais ainda do que o incomoda. O álcool ocupa receptores de glutamato do lobo frontal (responsável pelo planejamento de ações e movimento, bem como o pensamento abstrato) o que causa essa desinibição — diz o membro da Academia Brasileira de Neurologia.




Sinais de ressaca


Dor de cabeça
O álcool causa a dilatação dos vasos sanguíneos do cérebro, provocando o incômodo. Mas evite tomar medicação que tenha paracetamol. Elas sobrecarregam o fígado.
Sede e boca seca
São sinais de que o corpo está desidratado. Tome bastante líquido, como água, sucos, e isotônicos. Não entre na onda de tomar mais uma. Isso só intoxica mais o corpo.
Enjoos e náuseas
A bebida ataca o aparelho digestivo, aumenta a produção de suco gástrico e de secreções intestinais, podendo causar gastrite e vômito. Por isso, alimente-se de forma leve.
Sonolência
O álcool desregula a produção de glutamina, um estimulante natural do organismo. Isso agita o cérebro e dificulta o sono. Para se recuperar, descanse.
Não fume
Quanto mais nicotina, menos oxigênio no sangue, o que apressa e facilita a intoxicação pela bebida alcoólica.



Fonte:Extra