sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Sérgio Cabral cogita delação premiada

Preso desde novembro do ano passado e alvo de mais uma investigação relacionada à Operação Lava Jato, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral (PMDB) quer fazer acordo de delação premiada. A intenção de colaborar e negociar uma pena menor em eventual condenação foi repassada a aliados próximos.
Cabral foi preso no ano passado durante a Operação Calicute, suspeito de receber mesadas de até R$ 850 mil das empreiteiras Andrade Gutierrez e Carioca Engenharia.
Um dos motivos que o levaram a cogitar a delação premiada, segundo aliados, é o ambiente hostil no presídio de Bangu 8, na Zona Oeste do Rio, onde cumpre prisão preventiva.


Cabral, dizem interlocutores do peemedebista, admite ter reduzidas chances de se livrar da prisão pelos caminhos tradicionais - via habeas corpus - por causa da quantidade de provas contra ele reunidas pela Procuradoria da República e pela Polícia Federal.
Ele tem contra si três mandados de prisão, dois expedidos pelo juiz Marcelo Bretas, do Rio - nas operações Calicute e Eficiência -, e um pelo juiz Sérgio Moro, responsável pela Lava Jato em Curitiba.
No acordo de delação premiada, Cabral ainda pode tentar negociar responder as ações penais em liberdade. Benefícios que poderiam também ser estendidos à sua mulher, Adriana Ancelmo, também presa na Operação Calicute. Em dezembro, Moro aceitou a denúncia contra o ex-governador, a mulher dele e mais cinco. Eles se tornaram réus na Lava Jato.
Operação Eficiência
Ao apontar as ramificações internacionais de um suposto esquema de lavagem de dinheiro criado para escoar os valores desviados de obras no Rio, a Operação Eficiência pode ter acelerado a busca de Cabral por um acordo.
O ex-governador peemedebista vinha conversando com seus advogados sobre a possibilidade e havia fechado a troca do atual defensor, Ary Bergher, pelo criminalista Sérgio Riera.
Riera foi o responsável pela delação premiada na Operação Lava Jato de Fernando Falcão Soares, o Fernando Baiano, apontado como operador do PMDB em contratos na Diretoria Internacional da Petrobrás.
O criminalista nega ter sido contratado por Cabral. Segundo ele, seu trabalho, atualmente, está relacionado somente à defesa da ex-mulher de Cabral Susana Neves Cabral. Ela foi alvo de condução coercitiva na Operação Eficiência nesta quinta.
A reportagem, entretanto, conversou com duas fontes com acesso ao núcleo de defesa de Cabral que confirmaram a escolha do político por uma negociação de acordo de delação. Essa fontes também informaram que o companheiro de cela de Cabral, o ex-secretário de Obras do Rio de Janeiro Hudson Braga, é outro alvo da Calicute que já comunicou a Procuradoria e seus advogados sobre o interesse no acordo. Braga é apontado pela Polícia Federal como operador administrativo do suposto esquema criminoso ligado ao ex-governador do Rio. 

Termo de compromisso entre estado e União ajudará a garantir crédito de salários

O termo de compromisso assinado ontem pelo governo do Rio e a União para a recuperação fiscal do estado prevê, entre outras medidas, o não bloqueio das contas estaduais pelo governo federal.
Essa é a ação mais imediata do acordo — e que impacta diretamente no pagamento dos salários dos servidores — e dependerá de validação do Supremo Tribunal Federal (STF). Ou seja, para conseguir a repactuação da dívida (suspensão do pagamento), o estado vai recorrer à Corte, afirmam fontes da coluna. 
A ideia, agora, é levar a questão para o plenário do STF, em vez de garantir uma liminar apenas pela presidente do Supremo, ministra Cármen Lúcia, como se previa antes. Segundo essas mesmas fontes, uma decisão — em caso de ser favorável — do colegiado de ministros fortaleceria o teor do acordo firmado.

E, mesmo não confirmando que iria ao STF (na coletiva realizada ontem em Brasília), o governador Luiz Fernando Pezão foi categórico ao citar o fim dos bloqueios dos cofres do estado como uma das conquistas da negociação da recuperação fiscal. Só que para isso valer — e logo —, o Supremo deve entrar na jogada. 
“O Rio pode ser novamente um estado viável... Mostramos que podemos fazer um plano factível e os servidores terem a previsibilidade de receber em dia”, disse Pezão, acrescentando que o estado sai vitorioso “com o término do arresto e a suspensão do pagamento da dívida”. O governador lembrou que as reduções de jornada e de salários de servidores estão fora do plano, conforme adiantou a coluna no dia 14. 
Vale lembrar que, ao longo de 2016, o estado pagou o funcionalismo com atraso. A demora do crédito era ainda maior em decorrência de diversos bloqueios feitos nas contas pela União. Os confiscos foram realizados devido à inadimplência do estado. Agora, é aguardar o fim dos arrestos. 
Propostas do plano podem cobrir o déficit de R$ 26 bilhões deste ano
O termo de compromisso para a recuperação fiscal do Rio foi assinado ontem por Pezão e o presidente Michel Temer. O plano suspende por três anos o pagamento da dívida e esse período pode ser prorrogado.
Mas a maioria dos pontos depende de aprovação do Congresso — já que muda itens da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) — e da Alerj, que terá que dar aval para o aumento da contribuição previdenciária dos servidores e a venda da Cedae. O presidente do Legislativo do Rio, Jorge Picciani (PMDB), inclusive vem apoiando o novo pacote e esteve ontem no encontro.
Segundo o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, as medidas que envolvem o plano somam R$19,5 bilhões em 2017 e o déficit previsto pela Lei de Orçamento Anual (LOA) 2017 é de R$ 19,3 bi. 
O montante de R$ 19,5 bilhões viria de R$ 1,2 bilhão com alta de receita (pelo aumento de ICMS e de contribuição de empresas que recebem incentivos fiscais, que já foram aprovados na Alerj), de mais R$ 9 bilhões (com corte de despesas), mais R$ 3,2 bilhões na melhora do fluxo da previdência (elevação de taxa previdenciária de 11% para 14%), e mais R$ 6,2 bilhões com a repactuação da dívida. 
“É um trabalho realista e crível, sem aporte de recursos da União, que não vai prejudicar o seu ajuste fiscal” afirmou Meirelles.  Já o déficit total deste ano, incluindo restos a pagar de 2016, somam R$ 26 bilhões. E, o governo diz que com os R$19,5 bilhões e mais os dois empréstimos negociados, será possível cobrir esse rombo. 
De acordo com o estado, seriam R$ 6,4 bis em empréstimos: R$3 bi podem ser autorizados com a garantia da privatização da Cedae e R$ 3,4 bi em operações de antecipação de royalties futuros de petróleo.
Contribuição previdenciária vai a 22%
Henrique Meirelles disse que a “melhora no fluxo da previdência” garantirá, só este ano, R$ 3,2 bilhões. A medida, na verdade, é polêmica e encontrará forte resistência, já que compromete o funcionalismo, ou seja, o salário do servidor será descontado em 22%.
A proposta a ser enviada pelo governo à Alerj é de aumentar de 11% para 14% a contribuição previdenciária. Além disso, apresentará proposta de uma taxa extraordinária e temporária de 8% para a previdência estadual. Essas medidas não atingirão os inativos que ganham menos que o teto do INSS (R$ 5.531,31), já que a Constituição não permite isso. 
Já a liberação de empréstimos ao Rio terá que passar pelo Congresso, pois fere a LRF: o estado ultrapassou o teto de gastos previsto na lei e, por isso, não poderia fazer essa operação financeira. Isso beneficiaria também outros estados.  A costura política de Pezão já começou, como ele disse ontem. “Conversaremos com Rodrigo Maia (DEM) e há uma série de trabalhos a fazer”.
Pezão admite lançar mão de PDV 
Também na coletiva de ontem, o governador Luiz Fernando Pezão e o ministro Henrique Meirelles admitiram que deve ser colocado em prática um Programa de Demissão Voluntária (PDV) de funcionários. 
Essa e todas as outras medidas citadas começaram a receber o apoio da base do governo na Alerj. Nada populares, essas ações serão alvo de protestos de servidores e de críticas e rejeição de muitos deputados. 
E, agora, o presidente da Alerj, Jorge Picciani (PMDB), bate na tecla de que defenderá o pacote: “Vou lutar para isso. Esse plano de recuperação fiscal é o único que temos e mesmo com sacrifício é o melhor para os servidores e para toda população”.

Justiça repatria R$ 265 milhões, diamantes e barras de ouro de Cabral

Dos US$ 100 milhões de dólares que a Operação Calicute encontrou em contas deSérgio Cabral no exterior, US$ 80 milhões (R$ 265 milhões) já foram repatriados e estão depositados numa conta judicial na Caixa Econômica Federal, à disposição da 7ª Vara Criminal do Rio de Janeiro.

Mas o baú de Cabral é inesgotável: em breve, chegarão ao Brasil outras dezenas de  milhões de dólares, vários quilos de barras de ouro e muitos, muitos diamantes.
Fonte: O GLOBO


Com o acordo salários e decimo terceiro atrasado deve ser pago até dia 10

O acordo da União com o Rio será fechado nesta quinta-feira. Mas já está definido que os aposentados e pensionistas que recebem abaixo de R$ 5,5 mil não serão taxados. O governo vai definir hoje como pretende taxar os demais servidores e os percentuais envolvidos.





Após discussões jurídicas e econômicas sobre o acordo entre o governo do Rio e a União, ficou decidido que a cota extra que será paga pelos servidores estaduais à Previdência não afetará inativos e pensionistas que recebem até R$ 5.579. Esse limite estipulado pelas partes diz respeito ao benefício máximo recebido por aposentados vinculados ao INSS (e esse patamar serviria de referência também para o funcionalismo).

Hoje, o grupo de servidores estaduais que ganham até R$ 5.579 mensais não contribui com qualquer percentual ao Rioprevidência, fundo que paga aos inativos e aos pensionistas no estado. O motivo é a manter a igualdade com os segurados do INSS. Se fosse levada adiante uma taxação dos servidores que ganham menos, isso poderia ser questionado na Justiça, pois, no caso do INSS, ninguém recolhe.
Uma reunião hoje, às 9h, no Ministério da Fazenda, vai concluir as discussões sobre as mudanças previdenciárias no estado.

 Ao que tudo indica, a cota extra, que vai variar de 6% a 8%, afetará todos os ativos, além dos inativos e dos pensionistas que recebem acima de R$ 5.579.

Além de estabelecer essa contribuição extra, o Estado pedirá a alteração das contribuições fixas ao Rioprevidência, dos atuais 11% para 14%. Essa alíquota fixa já afeta hoje todos os ativos e os inativos que recebem além do teto do INSS.

A proposta, portanto, será diferente da apresentada em 2016. No planejamento anterior do governo, a ideia era que todos os servidores, sem exceção, contribuíssem com 30% do salário à Previdência. Dois projetos foram enviados para Alerj e não foram votados. As novas propostas voltarão ao debate entre os deputados.

Serviço reservado (P2) começa o ano com umas das maiores aprenções de droga em Pádua-RJ (Noroeste-Fluminense)

Veículo partiu de Campos dos Goytacazes e tinha com destino a Rua São João Batista, no bairro Tavares

1.5Kg.





Policiais Militares apreenderam no início da noite desta quinta-feira (26) uma grande quantidade de cocaína com um passageiro de um táxi abordado pelos agentes do 36º BPM em Santo Antônio de Pádua.


    Segundo a Polícia Militar, os agentes seguiam em patrulhamento quando desconfiaram do táxi de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense. Após revista, os PMs encontraram cerca de 1,5kg fr cocaína com o passageiro, que foi conduzido à 136ª Delegacia Legal de Santo Antônio de Pádua, onde a ocorrência está sendo registrada neste momento.

Fonte. FI.


quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

Moto e caminhão colidem e homem fica gravemente ferido

Vítima foi socorrida pelo Corpo de Bombeiros e encaminhada para o Hospital Hélio Montezano. Causas do acidente são apuradas.

Um acidente deixou um empresário aperibeense gravemente ferido na manhã desta quarta-feira (25) na RJ-116, próximo a entrada do distrito de Baltazar, em Santo Antônio de Pádua. A vítima pilotava uma moto Honda Bros 160 e teria colidido com um caminhão por volta das 10h20.

    O motociclista foi identificado pelas iniciais "R.P.", de 61 anos. Ele foi socorrido com ferimentos graves pelo Corpo de Bombeiros de Santo Antônio de Pádua e encaminhado para o Hospital Hélio Montezano de Oliveira, mas transferido em seguida para um hospital particular do município.



   As causas do acidente estão sendo apuradas. A Polícia Rodoviária Estadual foi acionada para atender a ocorrência. O caso será apresentado à 136ª Delegacia Legal de Santo Antônio de Pádua.

Fonte: Folha Itaocarense 


Estado pagará salários atrasados de dezembro em até 5 parcelas. Confira aqui Datas e valores a serem pagos !

Até agora, receberam integralmente os ativos da Educação; ativos e inativos da PGE, da Fazenda e do Planejamento e da Segurança

Os salários atrasados de dezembro dos servidores estaduais que ainda não receberam serão pagos em até cinco parcelas, sendo a última em 8 de fevereiro. A primeira parte, no valor estimado de R$ 804, será creditada nesta quinta. Segundo o governo, o calendário está condicionado ao não bloqueio das contas estaduais — como aconteceu nos últimos meses. Mas, com o acordo entre o Rio e a União que será assinado hoje, a expectativa é de que os confiscos dos cofres não ocorram mais.

O governo começou a pagar os rendimentos de dezembro no décimo dia útil, que caiu em 13 de janeiro, a apenas uma parcela do funcionalismo. Naquela data, foram depositados os salários dos servidores ativos da Educação com recursos integralmente do Fundeb. As categorias que integram a pasta foram as únicas a receber em dia, conforme o calendário oficial.
Em seguida, no dia 18 deste mês, o estado pagou outras categorias. Receberam integralmente seus salários ativos e inativos da Segurança Pública e dos órgãos vinculados, contemplando, assim, bombeiros militares, agentes penitenciários, policiais militares e civis. O estado também anunciou o crédito de pensionistas dessas categorias na mesma data. Porém, na última segunda-feira, o Rioprevidência admitiu que “uma falha no sistema” prejudicou o pagamento das pensões de 10 mil beneficiários. Ou seja, nem todos tiveram os vencimentos no dia 18.
Também foram pagos integralmente nesse dia os servidores ativos do Proderj, os ativos e aposentados da Secretaria de Fazenda e Planejamento e da Procuradoria-Geral do Estado (PGE). Agora, recebem a partir de quinta os ativos, inativos e pensionistas de diversas categorias, como as que integram a Secretaria de Saúde e a de Ciência e Tecnologia (como Uerj e Faetec), entre outras.
Segundo o governo, com o depósito desta quinta-feira o estado vai quitar 80,1% da folha líquida, que é de R$ 2,1 bilhões. Ainda de acordo com o Executivo, “os valores das parcelas são aproximados porque dependem da receita efetiva de tributos que entrará nos próximos dias nas contas estaduais”.
Confira a data do depósito dos salários atrasados de dezembro
Data             Valor estimado
26/01/2017   804,00

31/01/2017   688,00

02/02/2017   947,00

06/02/2017   2.290,00

08/02/2017   restante

 

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

PREFEITURA DE PORCIÚNCULA ORGANIZA A CIDADE

SECRETARIA DE OBRAS NÃO PARA





O trabalho da Secretaria de Obras de Porciúncula tem sido intenso. Retirada de entulhos acumulados, limpeza de valas, capina e poda em ruas e prédios públicos e restauração de calçamento em Porciúncula e nos distritos e comunidades. Muitas são as solicitações e necessidades da comunidade e, com muita seriedade e comprometimento, a administração municipal atenderá a todos. A proposta dos administradores é limpar e organizar e, logo após, começar a reforma de jardins, trazendo de volta flores e novas cores à cidade.













Empresa Proatividade atrasa salários de terceirizados em Padua!

Proatividade é essencial para o bom andamento da instituição!




Para qualquer nação, cidade, empresa, escola ou hospital são necessárias pessoas que liderem. Imagine o Brasil sem um presidente, a cidade sem um prefeito e um hospital sem diretor e coordenadores?
Nada funcionaria. Mas, além de contar com bons líderes, para crescer uma empresa precisa de colaboradores proativos, que prevejam possíveis problemas e tragam soluções adequadas.
Bom uma pena que isso não ocorra com a empresa Proatividade contratada pela prefeitura de Padua. Funcionários reclamam que estão há dois meses sem receber,pelo visto o governo do estado vem fazendo escola,isto dando mal exemplos para nossos prefeitos.
Terceirizados pedem que seus salários sejam pagos pois a necessidade se faz presente. Como diz a palavra Proatividade é para prever possíveis problemas e trazer soluções.
Que a solução seja pagar quem trabalha.

PREFEITO DE PORCIÚNCULA ATUA COM RAPIDEZ PARA RESOLVER QUESTÕES EMERGENCIAIS




O prefeito Leo Coutinho está empenhado em resolver pendências e urgências da comunidade porciunculense. Em pouco mais de 20 dias de governo, já mudou a cara da cidade, cuidando da limpeza urbana, da reforma de meios-fios, podando árvores, limpando jardins e prédios públicos, realizando reparos e obras emergenciais nos três distritos.

Recentemente, conquistou, junto à Cedae, a doação de uma bomba de água para o distrito de Purilândia, que sofria desde dezembro com a bomba queimada. Sempre que danificada, a bomba deve ser  trocada imediatamente para não comprometer o abastecimento. “Este é só o começo. Nós, da Secretaria de Agricultura e da Secretaria de Obras estamos trabalhando a pedido do prefeito para dar qualidade à água de Purilândia”, explicou o secretário Municipal de Agricultura, Valdo do ônibus.

O sonho da comunidade de Purilândia é ter água totalmente tratada e, segundo o secretário e ex-vereador Valdo, morador do distrito, este sonho será brevemente realizado. “A nossa água é péssima, e enquanto a Cedae não assume o tratamento, a prefeitura está responsável. Estamos batalhando para dar qualidade à água que abastece Purilândia”, concluiu o secretário.











Rosimere Ferreira
Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Porciúncula
22-3842-2900

PREFEITURA DE PORCIÚNCULA INICIA RECUPERAÇÃO DE ESTRADAS VICINAIS




A Secretaria de Agricultura iniciou o trabalho de recuperação das estradas vicinais do município.
A estrada da Rocinha, no primeiro distrito, já recebeu melhorias e o secretário Valdo do Ônibus
garante que vai dar uma atenção especial às estradas vicinais dos três distritos.








Isso que é governar para o povo: Prefeitura entrega telhas para residências em Porciúncula
















Uma ação conjunta das secretarias municipais de Promoção Social e de Defesa Civil realizou a entrega de telhas para moradores do Bairro Cristo Rei, na quinta-feira (17/01). Eles tiveram suas casas destelhadas pelos fortes ventos que atingiram Porciúncula no início de janeiro. A Prefeitura fez um levantamento quantitativo das famílias prejudicadas e tomou as providências para que os problemas fossem solucionados o mais rápido possível.

De acordo com a secretária de Promoção Social e Habitação, Maria Antonieta Gomes Corrêa, o prefeito Leo Coutinho está solícito às questões sociais do município. “É importante estarmos atentos às demandas da população, para podermos atender com agilidade e presteza, trazendo segurança e qualidade de vida para todos”, disse a secretária.


















Fabiano Júnior
Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Porciúncula

COMUNICADO – SAÚDE - FEBRE AMARELA


PORCIÚNCULA BUSCA SOLUÇÕES PARA FEBRE AMARELA






Diante das recentes notícias a respeito da propagação da Febre Amarela, o secretário Municipal de Saúde, Marcelo Menin,
vem a público comunicar que está buscando soluções para atender e tranquilizar a população porciunculense. 
Na próxima quinta-feira, 16/01, o secretário se reúne com o secretário de Estado de Saúde,
Luiz Antônio de Souza Teixeira Júnior, para se inteirar da conduta a ser praticada no município
e se informar sobre o número de doses da vacina que o Estado vai disponibilizar para a cidade.

Rosimere Ferreira
Assessoria de Comunicação
Prefeitura de Porciúncula
22-3842-2900

217 empresas do Rio de Janeiro receberão certificação do Crea-RJ


Conselho realizará sessão de negócios para promover networking em parceria com Sebrae/RJ e Firjan





No dia 31 de janeiro, o Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado do Rio de Janeiro – Crea-RJ realizará a cerimônia de Certificação de Conformidade com o Exercício Profissional referente ao ano de 2016. Serão contempladas 217 empresas do estado do Rio Janeiro, dentre elas grandes empresas como CEG-Rio, Petrobras e MetroRio. A certificação é um reconhecimento público da excelência, da competência e de regularidade oferecido pelo Conselho para as empresas que atuam nas áreas da Engenharia, Agronomia, Geologia, Geografia e Meteorologia.
Para serem certificadas, as empresas devem cumprir os requisitos previstos na legislação que regula o exercício dessas profissões, como a comprovação do registro de todas as ARTs de obras e serviços, a conformidade das atividades exercidas e a regularidade do quadro técnico.
Além de comprovar a regularidade das empresas através do programa de certificação, o Crea-RJ busca continuamente estreitar sua relação com as organizações. As empresas certificadas possuem um diálogo constante e acesso direto ao Conselho. “As empresas têm grande interesse nesse relacionamento com o Crea-RJ. Hoje conseguimos orientar as empresas certificadas de forma mais ágil, o que diminui a demanda no atendimento”, destacou Elisa André, umas das profissionais que faz parte da equipe de certificação do Crea-RJ.
Por meio da certificação, o Crea-RJ garante à sociedade que os produtos e serviços oferecidos por pessoas jurídicas fiscalizadas pelo Conselho são produzidos por profissionais habilitados. A adesão ao programa de Certificação de Conformidade com Exercício Profissional é voluntária e gratuita. As empresas interessadas podem requerer a certificação no portal do Crea-RJ (www.crea-rj.org.br).
“Uma empresa certificada pelo Crea-RJ tem todas as garantias, inclusive de agilidade nos serviços que ela precisar do Conselho. Empresários já me relataram, em determinadas certificações, que conseguiram aumentar seus lucros, pois puderam demonstrar inclusive a nível internacional, que tinham credibilidade para fornecer seus serviços. A certificação é um bom negócio para as empresas. Quem se certifica com o Crea-RJ, sai na frente” destacou o engenheiro eletricista e de segurança do trabalho, Reynaldo Barros, presidente do Crea-RJ.
Para promover networking, Crea-RJ lança o “Crea Integra” – negócios, compliance e empreendedorismo
Como forma de criar um ambiente de aproximação comercial e promover o networking entre as empresas, o Crea-RJ realizará uma Sessão de Negócios antes da cerimônia de certificação, como pontapé inicial do projeto Crea -RJ Integra. A sessão é um sistema dinâmico de reuniões comerciais com objetivo de ampliar a rede de relacionamento dos participantes por meio de rodas de conversa.
Cada participante terá a oportunidade de apresentar seu negócio e distribuir seu material de divulgação dentro de um tempo pré-determinado pelo moderador. Isso ocorre de maneira simultânea em todas as mesas de negociação que ali se encontram. Após todos realizarem suas apresentações, as empresas se dirigem a outras mesas, dando sequência ao rodízio, até que todos os participantes tenham a oportunidade de trocar experiências.
Outras cinco edições serão realizadas no interior do Estado durante o primeiro semestre de 2017. A edição do dia 31 terá a parceria do Sebrae/RJ e com a Firjan.
De acordo com o diretor de Desenvolvimento do Sebrae/RJ, Evandro Peçanha, a realização das sessões de negócio será uma oportunidade ímpar para inserir a cadeia produtiva neste mercado de alto valor agregado e de serviços tecnológicos: “a parceria entre o Sebrae/RJ e o CREA-RJ elevará a capacidade empreendedora do setor de engenharia no Estado do Rio de Janeiro. O acesso a novos mercados, o maior conhecimento sobre gestão e a melhoria da eficiência das empresas de engenharia poderemos contribuir para promover o encadeamento produtivo dos pequenos negócios fluminenses”, destacou Evandro.

Eleito um dos 100 profissionais mais criativos do mundo pela revista americana Fast Company, o designer Fred Gelli, criador do símbolo dos Jogos Paralímpicos de 2016, participará do painel de abertura do evento. 

Banco de vagas para engenheiros
Também nesse dia, o Conselho lançará seu banco de vagas, em parceria com o Vagas.com. No novo portal do Crea-RJ ficará disponível uma área para que empresas possam divulgar suas vagas, de forma anônima ou não.
Serviço
Cerimônia de Certificação de Conformidade do Exercício Profissional 2016
Local: Bolsa de Valores - Praça 15 de Novembro 20, Rio de Janeiro – RJ.
Horário: 15h30

Informações para imprensa
Target Assessoria de Comunicação
Letícia Reitberger ou Felipe Martins
Telefones: (21) 2284-2475 / (21) 2234-9621 / (21) 98158-9715

Trânsito na RJ-186 é liberado após acidente. Remoção da mercadoria e dos caminhões demorou 11 horas

A Polícia Rodoviária Estadual informou que o trânsito na RJ-186, entre Monte Alegre e São José de Ubá já foi liberado no final da manhã desta quarta-feira (25). A rodovia havia sido bloqueada no final da noite de ontem devido a um acidente envolvendo dois caminhões. 

   Os veículos que transportavam tomates colidiram e ficaram tombados sobre a pista. A carga perecível também ficou espalhada sobre o asfalto. Os caminhões só foram removidos nesta manhã com o auxílio de um guincho.

   No acidente, ocorrido por volta das 23h50, dois motoristas ficaram feridos. Segundo o BPRv, "A.R. da C.", de 50 anos, foi encaminhado para o Hospital São José de Ubá com ferimentos leves. Já "J.F.", de 34 anos, foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros e encaminhado para o Hospital Hélio Montezano com ferimentos leves.

Um acidente deixou a RJ-186 totalmente interditada entre o distrito paduano de Monte Alegre e o município de São José de Ubá.


 O Corpo de Bombeiros de Santo Antônio de Pádua informou que foi acionado para a colisão entre caminhões por volta de meia-noite e socorreu um dos motoristas, que estava levemente ferido.



   O motorista, de 34 anos, foi encaminhado pelos bombeiros para o Hospital Hélio Montezano para a realização de exames e passa bem. Além dele, outro motorista, de 50 anos, também foi encaminhado com ferimentos leves para o Hospital de São José de Ubá.

   Os veículos colidiram e tombaram sobre o asfalto. As causas são desconhecidas. Os caminhões transportavam tomates. A carga perecível ficou espalhada pela pista e foi distribuída à população.

   O acidente interditou a principal rodovia do Noroeste nos dois sentidos. A ligação entre Pádua e Itaperuna está sendo feita pela RJ-116, passando por Miracema. Agentes da Polícia Rodoviária Estadual estão no local. Não há previsão da pista ser liberada.