sexta-feira, 12 de agosto de 2016

FIRJAN: Atividade produtiva no Noroeste registra queda pelo 21º mês consecutivo


Volume de produção das indústrias caiu, mas empresários projetam melhora do cenário neste semestre

As indústrias do Noroeste Fluminense registraram queda da atividade produtiva. É o que mostra a Sondagem Industrial do Rio de Janeiro, divulgada nesta quarta-feira, dia 04, pelo Sistema FIRJAN. O volume de produção, em junho, recuou pelo 21º mês consecutivo. Mas os empresários projetam melhora  nesse cenário para este semestre.

De acordo com a pesquisa, o indicador de número de empregados atingiu 41,7 pontos; reflexo da fraca atividade fabril. A sondagem varia de zero a cem pontos. Os valores abaixo de 50 indicam piora ou redução e acima de 50 representam melhora ou aumento.

Os empresários que participaram da pesquisa mostraram, mais uma vez, insatisfação com as condições financeiras, já que o acesso ao crédito e a margem de lucro continuaram ruins em todo segundo trimestre de 2016.

Mesmo assim, para os próximos seis meses, os empresários entrevistados acreditam numa melhora do desempenho da indústria.  A expectativa é de aumento da demanda por produtos industriais (51,9) e estabilidade da compra de matéria-prima (50,3), após 11 meses consecutivos em queda. Já para o mercado de trabalho, a expectativa é que o ajuste no quadro de funcionários continue (46,8).

Participaram da Sondagem Industrial empresas dos 13 municípios atendidos pela Representação Regional FIRJAN/CIRJ Noroeste Fluminense: Aperibé, Bom Jesus do Itabapoana, Cambuci, Italva, Itaocara, Itaperuna, Laje do Muriaé, Miracema, Natividade, Porciúncula, Santo Antônio de Pádua, São José de Ubá e Varre-Sai.

Para contribuir com a melhoria do ambiente de negócios e a retomada do crescimento econômico do estado e do país, o Sistema FIRJAN lançou em maio o Mapa do Desenvolvimento do Rio de Janeiro 2016-2025. O documento foi construído por mais de mil empresários e envolveu os 92 municípios do estado do Rio. Além do documento estadual, foram desenvolvidas 10 Agendas Regionais que abordam e aprofundam questões específicas e refletem a visão dos empresários locais. O principal objetivo do Mapa é fazer do Rio de Janeiro o estado com melhor ambiente de negócios do Brasil.

A Agenda Regional do Mapa para o Noroeste Fluminense foi lançada em  26 de julho, quando foram apresentadas as propostas para promover o desenvolvimento da região. Entre os temas abordados está a  construção do Arco Rodoviário de Itaperuna e implantação de posto do INEA no Noroeste.

Outras informações:
Assessoria de Imprensa Regional
Norte e Noroeste Fluminense
+55 (22) 2736-9628/ (22) 99870-0358

Prisão de Satanás!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


A prisão foi efetuada na AV. João Jazbick,próximo aos bairro Cehab e Cidade Nova,os focos das drogas no município,para desesperos dos moradores.
As equipes apos receber denuncias,que um grupo do comando vermelho rondava o bairro Cidade Nova, com a intenção efetuar disparos,contra seus rivais. a equipe se dirigiu ao local,quando Satanás viu a PM,fugiu,pulando o muro de uma residencia. invadindo para esconder uma sacola com drogas. onde foi dada voz de prisão,e conduzido a delegacia local. Satanás foi atuado no artigo 33 da lei 11.343 06. As grades agora é sua nova residencia.

Paciente sofre com espera de cirurgia em Pádua - Mais uma triste historia da Saúde no Brasil!






  Aqui no município o Valor da cirurgia  ficou cinco vezes a mais que em Itaperuna e a prefeitura não questionou ou providenciou outro cirurgião acionando medidas a favor da paciente. A paciente teve que correr atrás de tudo, nem a assistência social,secretaria de saúde ajudou,ela teve que pagar 2 consultas particulares foi a outro medico em Itaperuna que cobrou 6 mil reais. Onde seus direitos foram parar? O que lhe garantiu em sentença e na constituição?

Quando essa cirurgia vai sair do papel, para mesa de cirurgia? Quando?


                                Sentença favorável a paciente:


"Trata-se de ação de Obrigação de fazer com pedido de antecipação de tutela de urgência proposta por ( O nome é preservado) em face do Município de Santo Antônio de Pádua e Estado do Rio de Janeiro, alegando, a autora, perda auditiva e tontura por possível complicação (fístula labiríntica), apresentando diversas crises, o que acarreta complicações em seu quadro clínico, podendo perder a audição. A autora não possui condições não possui condições financeiras de arcar com as despesas da cirurgia, a qual tem o valor de aproximadamente R$28.000,00 (vinte e oito mil reais), uma vez que não possui vínculo empregatício. Requer, portanto, em sede de antecipação de tutela, a condenação dos réus a custear o procedimento cirúrgico de timpanomastoidectomia, indicado pelo médico. Passo a decidir. Com efeito, é cediço que a saúde é direito de todos e dever do Poder Público, a quem a Constituição encarrega de prover os meios suficientes para garanti-la aos necessitados, inclusive fornecendo os medicamentos e exames recomendados pelos avanços da Medicina, adquiridos mediante verbas repartidas solidariamente pela União com os Estados-membros, o Distrito Federal e os Municípios, na forma do art. 2º da Lei nº 8080/90. Neste contexto, a regra do art. 196, caput c/c art. 6º, caput, ambos da CRFB/88 é enfática ao determinar que a saúde é direito público subjetivo de todos (interpretação dada pelo STF) e dever do Poder Público. Não se trata, portanto, de norma de eficácia programática, mas sim de eficácia plena, aplicando-se, na lição de LUIS ROBERTO BARROSO a eficácia simétrica e chamada vedação do retrocesso. O Egrégio Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, no enunciado cível nº 31 do I encontro de Desembargadores, foi além, ao afirmar a possibilidade de antecipação dos efeitos da tutela de mérito como a única forma capaz e eficaz de assegurar o direito fundamental à vida e à saúde. No caso, o exame da tutela exige elementos que evidenciem a probabilidade do direito e o perigo de dano.
E o perigo de dano resta evidente, eis que se a autora não fizer a cirúrgica poderá trazer complicações à saúde da mesma. E a não concessão da tutela pretendida se afiguraria bem mais gravosa do que seu deferimento. Na hipótese, vislumbra-se suficiente densidade nos alegados fundamentos dos requisitos da plausibilidade e da urgência para deferimento da tutela, quer pelo que acima consta, como possibilidade de lesão, ou suficiente probabilidade de lesão ao bem maior que é a vida humana. Vale destacar que a parte autora trouxe aos autos documentos e receituários idôneos comprovando o alegado na inicial, mesmo nesta apertada fase.Assim, tenho que se mostram presentes os requisitos da tutela de urgência, vale dizer, a probabilidade do direito e o perigo de dano, de modo que DEFIRO A MEDIDA ANTECIPATÓRIA postulada pela parte autora para determinar ao Município de S.A. de Pádua que custeie a realização do procedimento cirúrgico no prazo de 10 dias, sob pena de multa diária de R$ 500,00 (quinhentos reais), limitada a 30 (trinta) dias, a contar da intimação desta decisão, bem como o tratamento médico necessário à recuperação da autora, em local que for encontrado a menor custo, o que faço com base nos artigos 300 c/c o artigo 311, ambos do novo CPC, c/c os artigos 6º e 196 da Constituição Federal. Cite-se e intimem-se os réus da presente decisão, pelo OJA de plantão. Defiro a gratuidade de justiça requerida. Anote-se. Dê-se ciência ao MP. "
Data da Entrada do processo 05 06.Data da Sentença 23 05. 


             Alguns dessas determinações foram cumpridos? Não!

A paciente custeia os remédios, as consultas e sofre com as dores,tonturas,desmaios e o pior com o descaso de todos.E ainda teve que ir a outro município para buscar um orçamento mais baixo,com risco de passar mal na rua. Alguém se preocupa com isso?

 Sabe o que falta nessa historia "AMOR e COMPAIXÃO" ao próximo de todos envolvidos nessa triste realidade de quem necessita da saúde publica. Como define a sentença do Juiz a "SAÚDE È UM DIREITO DE TODOS"

"Passo a decidir. Com efeito, é cediço que a saúde é direito de todos e dever do Poder Público, a quem a Constituição encarrega de prover os meios suficientes para garanti-la aos necessitados, inclusive fornecendo os medicamentos e exames recomendados ."

No momento o processo se encontra na Defensoria Pública, enviado em 29/07/2016 com prazo de 15 dias.Onde a requerente apresentou o orçamento de outro medico, deixando bem claro aqui "ELA" teve que correr atrás,pois mesmo com seus direitos garantidos por lei,ninguém correu atrás para resolver uma situação que já deveria ter sido resolvida e ela operada desde maio. Agora se a multa estiver rolando. Já deve estar na casa dos 30 mil. Quase 3 meses de espera.Casos como esses se acumulam, são muitos os pedidos para exames,medicamentos,cirurgias,talvez quem nega esses direitos ao cidadão fossem punidos realmente com prisão,talvez a situação seria outra.

Torcemos para que essa e outras situações parecidas tenham um final melhor. Pois quando se busca a justiça a esperança é de uma solução rápida e não lenta,como observamos em todo o Brasil.


O nome da paciente foi preservado por medo de represálias e perseguição.




quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Hoje é feriado do Dia do Advogado!


Feriado surpreende no do Dia do Advogado,sem uma comunicação antecipada a população dos serviços paralisados hoje,muitos chegam ao fórum para audiências e encontram o fórum fechado.
O feriado do dia da criação dos cursos jurídicos no Brasil, que também contempla o Dia do Magistrado e o Dia do Advogado, nesta quinta-feira (11), altera o funcionamento do Ministério Público e de órgãos ligados ao Poder Judiciário.
O feriado está previsto na Lei nº 5.010/66 (artigo 62, inciso IV), que trata da organização da Justiça Federal. Os prazos processuais que se iniciam ou completam na segunda-feira ficam automaticamente prorrogados para o dia seguinte (12/8).
Como não há previsão legal de feriado na Justiça dos Estados, os advogados trabalham normalmente hoje - dia em que se realizam audiências e julgamento e em que há fluência de prazos nas cortes e foros estaduais. Nestes, sim, o trabalho é o de praxe.
O Tribunal Regional Eleitoral alerta os eleitores e pré-candidatos para o feriado institucional na quinta-feira. Pela lei federal, não vai haver expediente na sede do tribunal e nos cartórios eleitorais neste dia. O órgão também alerta que o encerramento do prazo de pedidos de registros dos candidatos que vão disputar as eleições em 2016 termina na segunda-feira (15).
Para os casos considerados urgentes, assim como o Judiciário Estadual, haverá disponível apenas o plantão dos advogados públicos.
Na sexta-feira (12), as unidades retomam as atividades normalmente.
Sobre o feriado
No dia 11 de agosto de 1827, o imperador Dom Pedro I decretou a criação dos primeiros cursos jurídicos no país, um na cidade de São Paulo (SP) e outro em Olinda (PE), sendo posteriormente transferido para Recife. Até aquele ano, os brasileiros estudavam direito na Universidade de Coimbra, em Portugal.
Em Santo Antonio de Pádua os serviços estão parados ao atendimento ao publico.O que revolta quem chega lá e não sabe do feriado.
Uma senhora reclama : " Poxa estive aqui ontem na defensoria,porque não avisaram,mandaram eu voltar hoje e encontro os serviços paralisados por causa do dia do advogado,não que ele não mereçam homenagem,mas poderiam ter colocado em rádios, jornais,carro de som nas ruas, tem muita gente que vem de longe e trabalha e perde o dia,o meu patrão não quer saber. como voltar amanha,não posso perde mais um dia de trabalho com essa crise,e se eu perder o emprego o governo vai me contratar? Essas autoridades nunca pensa no povo,só neles.Sacanagem isso....."








SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO, ESPORTES E LAZER DE PÁDUA - RJ



 Igor Fagundes Pereira Tomaz




À Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer tem como missão Incentivar e elaborar ações coordenadas que visem o estímulo do turismo ao Município como cuidar e preservar as praças de esportes municipais, promovendo, incentivando e orientando a prática de esporte em suas diversas modalidades no Município; e exercer outras atividades correlatas.
Através do secretario de esporte Igor Fagundes Pereira Tomaz e o Sub Alan Cretton França,hoje retornaram a praça próximo ao redondinho para o termino da reforma iniciada. O local é muito utilizado pelo apreciadores do esporte
































SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO, ESPORTES E LAZER DE PÁDUA - RJ



 Igor Fagundes Pereira Tomaz




À Secretaria Municipal de Turismo, Esporte e Lazer tem como missão Incentivar e elaborar ações coordenadas que visem o estímulo do turismo ao Município como cuidar e preservar as praças de esportes municipais, promovendo, incentivando e orientando a prática de esporte em suas diversas modalidades no Município; e exercer outras atividades correlatas.
Através do secretario de esporte Igor Fagundes Pereira Tomaz e o Sub Alan Cretton França,hoje retornaram a praça próximo ao redondinho para o termino da reforma iniciada. O local é muito utilizado pelo apreciadores do esporte
































CAFÉ COMUNITÁRIO







Aconteceu na manhã de quarta-feira dia 10/08/2016 em Aperibé-RJ , o Café Comunitário realizado pelo 36º BPM no Salão Nobre da Câmara Municipal de Aperibé, projeto este que é uma iniciativa da Secretaria de Segurança Pública do estado tendo como objetivo a aproximação entre a comunidade e a Polícia Militar.
O evento contou com a participação de inúmeros membros da sociedade bem como do;
TEN CEL PM Rodrigo Ibiapina Chiaradia – Comandante do 36º BPM,
1º Ten PM Marcos Vinicius da Silva Nagem- Comandante da 1ª Cia,
2º Tem. PM Walmyr Guimarães Pacheco- Comandante da P5
1º SGT PM Luciano Santos Apolinário- Aux. da P5,
3º SGT PM Abner de O. Souza- PROERD,
3º SGT PM Ana Paula da Silva Vieira- Aux. da P5,
SD PM Patrícia Bocafoli de Souza- Aux. da P5,
Flávio Diniz Berriel - Prefeito Municipal de Aperibé,
Jairo Barbosa Alves Pereira- Presidente da Câmara de vereadores de Aperibé,
Inácio Zanata- Vereador,
Genilson Faria- Vereador,
Lúcia Câmara Oliveira- Conselheira Tutelar,
José Carlos Gonçalves– Venerável da Loja Maçônica de Aperibé,
Adriana Mota de Castro- Secretária de Educação,
Jean Andrade Mota- Secretário de Segurança pública de Aperibé








--
Setor de Relações Públicas – P/5 do 36º BPM
Tel.: (22) 3853-3186
--
Setor de Relações Públicas – P/5 do 36º BPM
Tel.: (22) 3853-3186

“CANTINHO DO DIREITO”:






Pergunta:
Minha irmã tem 52 anos de idade.
Ela é trabalhadora rural, nunca contribuiu para o INSS e seu marido é aposentado por invalidez.
Ela quer saber se também tem o direito de se aposentar, com que idade, e o que é preciso ser feito.
Resposta:
Em primeiro lugar, gostaria de salientar que a senhora não informa se o marido da sua irmã, aposentado por invalidez, era trabalhador rural ou urbano.
Em segundo lugar, gostaria de salientar que mulher que desenvolve atividades rurais somente poderá requerer aposentadoria a partir de 55 anos de idade.
Por fim, caso a sua irmã, ao completar 55 anos de idade, tenha provas documentais de exerce atividades rurais por mais de 15 anos, poderá requerer a aposentadoria rural.
Gostaria de salientar que, caso o marido da sua irmã se aposentou como trabalhador urbana, acredito que o INSS não concederá aposentará, mas, caso isto ocorra, basta propor ação judicial contra o INSS.
COLABORAÇÃO:

Escritório de Advocacia Vidipó e Oseias
Rua Conselheiro Paulino, 95, Centro,
Santo Antônio de Pádua, RJ,
Telefone: 3.8510.195

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Campanha: Conscientização para um transito seguro

No dia 06 de agosto,foi realizado pelo 36 batalhão pelo Sgt Valadares, uma conscientização para um transito seguro,juntamente com os membros do Moto Clube Águias de Cristo e Guarda municipal de Itaocara RJ. foram distribuídos diversos folders  abordando temas específicos para um transito mais seguro assim como orientações verbais aos motoristas durante a campanha.

















Operação transito - 36 Batalhão de Pádua



Nesta manha dia 09 /08/foi realizado operação de transito pelo 36 BPM nas proximidades da rodoviária,sendo abordados 34 veículos,tendo 08 autuações e 02 apreensões.


















Criança morre jogando 'Pokémon GO'; jogo protagonizou duas fatalidades no Brasil





Amigo da vítima, que sobreviveu, relatou à BM que eles caçavam pokémons.

Depois, em depoimento ao delegado, o menino negou uso do aplicativo.



O corpo de um menino de 9 anos foi localizado na noite de segunda-feira (8) no rio Tramandaí, na cidade de Imbé, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul. A polícia informou que a criança caiu na água ao tentar caçar pokémons do jogo "Pokémon Go". A vítima foi identificada como Arthur Bobsin. Ele estava acompanhado de um amigo, que conseguiu se salvar.

Fenômeno mundial desde o lançamento em julho, "Pokémon Go" é um game gratuito para smartphones em que os jogadores precisam andar pelas ruas de sua cidade para encontrar as criaturas a serem capturadas. Com a função GPS, os jogadores são avisados se há alguma criatura nas proximidades.

De acordo as informações da Brigada Militar repassadas à Polícia Civil, por volta das 15h Arthur e o amigo foram até um terreno baldio próximo à casa de um deles para pegar um barco de fibra usado por pescadores da região. 

Eles chegaram a entrar no rio Tramandaí com o barco, que virou perto da margem. Os garotos caíram na água e um deles desparaceu. Ainda de acordo com a polícia, relatos iniciais apontam que os dois não estavam acompanhados de nenhum adulto.
As buscas por Arthur começaram ainda na tarde desta segunda, mas foram suspensas no início da noite. O corpo foi encontrado por volta das 20h por funcionários da Transpetro, que auxiliaram nas buscas.
O amigo que estava com Artur relatou à Brigada Militar que os dois tinham tentado entrar no rio para caçar pokémons. O caso foi encaminhado à Delegacia de Pronto Atendimento de Tramandaí, no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, e a investigação será conduzida pela Polícia Civil de Imbé.

Celular roubado no final de semana


Esta não foi a primeira ocorrência envolvendo "Pokémon Go" no Rio Grande do Sul. No sábado (6), um rapaz de 21 anos teve o celular roubado enquanto caçava os personagens na cidade de Rio Grande, no Sul do estado.
A informação consta do boletim de ocorrência registrado junto à Polícia Civil, mas a informação só foi confirmada nesta terça-feira (9).
Fenômeno

Desde que chegou aos Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia em 5 de julho, "Pokémon Go" se transformou em um fenômeno. No Brasil, o jogo foi lançado em 3 de agosto. O gamevalorizou as ações da Nintendo, tornou-se mais usado que Twitter e Tinder e provocou todo tipo de fenômeno – de lesões em jogadores a alertas de departamentos da polícia por todo o mundo.

Houve também uma popularização de bebês com nomes de pokémons, pessoas assaltadas por ladrões que usavam o app para atrair vítimas a lugares desertos e um homem que foi demitido em Cingapura após criticar o país por ainda não ter acesso ao jogo.

Atualmente, "Pokémon Go" foi lançado na América do Norte, vários países da Europa, Japão e outras regiões da Ásia. De acordo com John Hanke, presidente-executivo da Niantic, criadora do game, o jogo deve chegar a 200 mercados no total.


Como funciona






"Pokémon Go" é um game gratuito de smartphones que usa realidade aumentada e GPS para levar os monstrinhos da Nintendo para o mundo real. A dinâmica é mais ou menos a mesma dos outros jogos da série: caçar, capturar e treinar todos os 151 pokémons.

Com a função GPS, os jogadores são avisados de quando estiverem próximos à localização de algum monstrinho. O app então processa uma imagem virtual dos pokémons sobre o sinal obtido via câmera fotográfica dos aparelhos.




Justiça bloqueia R$ 300 milhões de conta do estado para pagar servidores

Decisão determina arresto de R$ 604 milhões para garantir o crédito de julho, mas oficial de Justiça encontrou apenas R$ 300 milhões na conta do Bradesco

PALOMA SAVEDRA
Rio - A Justiça do Rio bloqueou R$ 300 milhões da conta do estado para pagar aos servidores que ainda não receberam seus rendimentos de julho. O valor é parte dos R$ 604 milhões que devem ser arrestados ainda hoje, de acordo com a decisão de ontem da juíza do plantão judiciário do Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ), Priscila Ponte. A medida atende ao pedido da Federação das Associações e Sindicatos dos Servidores do Estado do Rio (Fasp).
Ao cumprir a decisão nesta tarde, o oficial de Justiça encontrou apenas R$ 300 milhões na conta que o estado tem no Banco Bradesco. Agora, ele segue para o Banco do Brasil, onde o estado também é titular de conta, para bloquear a parcela restante que garantirá o crédito do funcionalismo. O jurídico da Fasp está acompanhando todo o procedimento do oficial.

"O valor de R$ 300 milhões já está em poder do Judiciário. Agora, deve-se arrestar a quantia restante para, em seguida, a Justiça determinar que a Seplag retransmita os dados para o banco poder efetuar o pagamento. E a decisão judicial diz que isso deve ser feito mesmo após o expediente bancário. Sendo assim, acreduitamos que os funcionários públicos que ainda não foram pagos, recebam seus salários até nesta madrugada", explica o advogado da Fasp, Carlos Henrique Jund.
A decisão da Justiça estadual obriga o governo a cumprir liminar do Supremo Tribunal Federal (STF), que já determinou que o pagamento do funcionalismo seja feito até o 3º dia útil do mês. O estado não cumpriu a decisão.
A Secretaria estadual de Fazenda informou que o crédito será efetuado até o 10º dia útil do mês (esta sexta-feira), conforme a entrada de recursos no caixa do estado.Hoje, a Fazenda pagou 81,1% do funcionalismo. A pasta começou a creditar os valores no dia 1º de agosto (segunda-feira), quando, além dos servidores da Segurança Pública - como policiais militares e civis, bombeiros militares e funcionários da Secretaria de Segurança ­-, receberam os que trabalham na Fazenda.
Com o arresto nas contas do estado, a Fasp poderá conseguir antecipar o pagamento de quem receberia na sexta-feira para esta quarta-feira.

                  E a pergunta que não quer calar: Dornelles quanto os pagamentos vão retornar a data correta para o pagar o salários?Isto é todo dia 31 de cada mês como ocorria antes.






segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Revolta entre os servidores.pensionistas e aposentados do Estado do Rio!!!!!!!!



ANSIEDADE, INCERTEZA, EXPECTATIVA. SERÁ QUE O GOVERNO VAI CONTINUAR DEPOSITANDO OS SALÁRIOS ? OU VAI APOSTAR NO RECESSO DA JUSTIÇA PARA CUMPRIR O QUE O STF DETERMINOU ? ASSIM VIVE OS TRABALHADORES DO ESTADO. ENQUANTO RIOS DE DINHEIRO  È  GASTOS NA OLIMPÍADAS.




O pagamento de julho dos servidores do Estado do Rio vem sendo feito, sem que o governo detalhe que categorias já receberam e quando, e por que motivo houve prioridade para uns em detrimento de outros. Apenas o montante já pago (R$ 1,3 bilhão) foi informado, com a justificativa de que o valor equivale a 65% da folha. Os que já tiveram os salários depositados, segundo o governo, receberam graças à ajuda oferecida pela União (no caso dos funcionários da Segurança Pública) ou de recursos que entraram no caixa do governo — ontem, por exemplo, receberam os servidores ativos da Educação. Quem não teve o vencimento creditado se pergunta o motivo de ficar em segundo plano.
O Estado do Rio deveria, por força de uma liminar do Supremo Tribunal Federal (STF), favorável à Federação das Associações e Sindicatos dos Servidores Públicos do Estado do Rio (Fasp), quitar todos os pagamentos até ontem. A Fasp tentou arrestar o que falta da folha, mas não conseguiu. Os feriados adiarão a operação para   essa segunda-feira.
— Não estaremos satisfeitos enquanto todos não receberem integralmente — disse o advogado da Fasp, Carlos Henrique Jund.


Mesmo com a obrigação de quitar a folha, a Secretaria estadual de Fazenda informou que o Estado do Rio vai pagar o restante dos servidores até o 10º dia útil. Isso abre margem para que pagamento não seja feito nem mesmo nesta  segunda-feira.
                                                    


                                           VERGONHA NACIONAL!


O GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESTÁ MALTRATANDO E DESRESPEITANDO SEUS SERVIDORES. NÃO É SÓ NÃO PAGAR O QUE ELES TEM DIREITO, OU ATRASAR DATAS DE PAGAMENTO. FALTA COMUNICAÇÃO, FALTA RESPEITO, FALTA DAR UMA PALAVRA, UM PEDIDO DE DESCULPAS. FALTA TRANSPARÊNCIA.FALTA DE TUDO PRINCIPALMENTE VERGONHA NA CARA!!!!!!!!!!!







domingo, 7 de agosto de 2016

AUTO RECUPERADO / ENTORPECENTE POSSE E USO.






Local: Rua Walter Luiz Rimes Cidade Nova, em frente ao trailer do Ronaldo 

Dinâmica:
 
Quando em Patrulhamento pela Rua Walter Luiz Rimes Cidade Nova, em frente ao trailer do Ronaldo abordou K. em um veículo Honda bis produto de furto na cidade de Itaperuna-RJ, e dois papelotes de cocaína.
Após indagar de k. sobre a procedência ,da droga, o mesmo informou ter comprado de L. e E, R$50,00, sendo todos conduzidos para

135 DP, onde k autuado no art "28 da lei 11.346/06 e L e E foram qualificadas como envolvidas, para serem apreciadas pela autoridade policial. Material após perícia constatou ser 1,2g de cocaína.


-- 
Setor de Relações Públicas – P/5 do 36º BPM
Tel.: (22) 3853-3186

Sindicato de Jornalistas promove intensos debates sobre Jogos Olímpicos















Com a participação de mais de 100 pessoas, intensos debates, entre jornalistas, atletas, acadêmicos, professores e representantes da sociedade civil, foi realizado, no último 29/07, o Simpósio “Niterói pensando os Jogos Olímpicos”, no Solar do Jambeiro, no Ingá. No final, às 19h, foram homenageados atletas niteroienses olímpicos e paralímpicos. A ex- atleta Aida Santos foi a o grande destaque da noite.
O presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado do Rio de Janeiro, Continentino Porto, ressaltou o alto nível dos palestrantes e suas críticas propostas sobre o legado olímpico. “ O Sindicato cumpre este papel de provocar a reflexão sobre temas muito pouco colocado na grande mídia”, destacou.
“O ‘Simpósio Niterói Pensando os Jogos’ foi um sucesso e cumpriu seu papel ao levantar e discutir os desafios que temos pela frente, pós Olimpíadas do Rio”, destacou Mário Sousa, vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas do RJ.
A mesa da solenidade de abertura contou com a participação do Secretário de Esportes de Niterói e ex-atleta olímpico, Bruno Souza; do presidente do Sindicato dos Jornalistas do RJ, Continentino Porto; do diretor da Neltur, Liberato Pinto; e da jornalista Helena Tavares, assessora de imprensa da OAB Niterói.
A primeira mesa do Simpósio foi capitaneada pelo jornalista, advogado e cronista, Célio Junger; ao lado do ex-campeão olímpico de handebol e Secretário Municipal de Esporte, Bruno Souza. Célio fez uma brilhante apresentação sobre a origem e a história das Olimpíadas, falando também sobre as conquistas do Brasil nos jogos. Junger lembrou cada detalhe dos momentos de conflito olímpico, da politização desse grandeevento e da intervenção de Hitler.
Célio Junger provocou uma reflexão sobre a memória do Esporte e apontou para a necessidade do Sindicato organizar um Simpósio sobre a memória do esporte em Niterói, que sempre foi um celeiro de craques.
Já Bruno Souza palestrou sobre suas experiências enquanto ex-atleta, membro do comitê olímpico e gestor público na área de esportes.“Um evento como esse é uma grande oportunidade para mostrar o que já foi realizado, o quanto avançamos e como nossa cidade está inserida nos Jogos do Rio, seja com a participação de grandes atletas, muitos medalhistas, seja com o planejamento que foi e está sendo executado”, ressaltou Bruno.
Para Bruno, é um grande orgulho ser Secretário de Esportes em uma cidade com tantos atletas de ponta ecampeões olímpicos, como Niterói, que anunciou que Niterói será o primeiro município do país a ter a Vela nos Jogos Escolares.
A mesa seguinte, sobre “Marketing esportivo e a democratização da mídia”, contou com a participação do jornalista e editor do jornal “A Folha”, Astrogildo Milagres; do editor de Esportes do jornal O Fluminense, Daniel Alves; e da editora da Mídia Ninja, Raissa Galvão.
A rodada foi conduzida pelo jornalista Mário de Sousa, vice-presidente do Sindicado dos Jornalistas do RJ, que provocou o debate ao lembrar que apesar dos jogos serem transmitidos por mais de 150 canais de TV, além da presença de milhares de jornalistas estrangeiros, com imagem em cerca de 200 países, este universo de mídia na Olimpíada não reflete a realidade da comunicação no País. “A grande mídia é controlada por quatro grupos poderosos, que se apropriam de mais de 60% da verba publicitária pública. O Jornalismo fica comprometido pelos interesses do mercado e passam a ser apenas um reality show”, afirma Mário.
O jornalista Astrogildo Milagres, que já sofreu dezenas de processos e perseguições políticas por denunciar falcatruas administrativas no interior do Norte Fluminense, falou do controle midiático e do isolamento da imprensa e dos jornalistas no interior do Estado.
O jornalista Daniel Alves, editor de Esportes do Jornal O Fluminense, falou sobre este impacto de informações sobre os Jogos Olímpicos, da importância do Fluminense como um veículo centenário e comprometido com a boa informação, mas criticou o controle do marketing e d da informação”.
Palestrante do Simpósio, a Editora da Mídia Ninja, Raissa Galvão, ao falar sobre a democratização da comunicação, lembrou que a liberdade de imprensa não atinge a grande massa e muitas informações são censuradas ou parciais. “A Mídia Ninja nasceu neste contexto e com o objetivo de democratizar a informação. Procuramos mostrar o outro lado da notícia, do fato. Nas Olimpíadas vamos fazer uma cobertura paralela”, disse Raíssa.
Ao abrir a mesa sobre o tema “As barreiras e a invisibilidade social: racismo, preconceito, acessibilidade e discriminação da mulher, o jornalista Fernando Paulino comemorou o fato dos Jogos Olímpicos, pela primeira vez, estarem sendo realizados numa nação em que a população negra é maioria.
Já o sociólogo Marco Romão mostrou estatísticas de como a população negra no município de Niterói sumiu ao longo dos anos: “Em 1900, a população de Niterói era constituída 75% por negros. Hoje, os negros representam um pouco mais da metade. O que houve?”. Questionou Romão.
A mesa sobre “Doping e o uso de anabolizantes nas Olimpíadas” contou com palestras do médico e ex-craque de futebol, Afonsinho; da jornalista e doutora em Memória Social, Simone Gomes, que fez o papel de mediadora; e também do Doutor em Ciências Médicas e professor da UFF José Antônio Caldas.
Simone Gomes denunciou que o uso de anabolizantes nos esportes, nas academias de ginástica e na sociedade em geral, faz parte das corrupções nossos de cada dia. Muitos usam, mas poucos são pegos pelosa exames anti-dopping. Quando alguém é pego pelo uso e anabolizantes nos esportes, os dedos apontam para acusar o usuário. “Mas onde está nossa parcela de contribuição ao aplaudir o corpo esculpido pelos anabolizantes? Qual a nossa parcela ao aplaudir os atletas que superam limites, muito além de suas capacidades, através do uso dessas substâncias?”, questiona Simone.
Será que é possível alcançarmos este espírito olímpico de superação sem uso de anabolizantes ou estamos sendo olímpicos na capacidade de superar os limites dos exames anti-dopping?, apontando para uma reflexão sobre este tema, destacou Simone.
O médico José Antônio apresentou um minucioso trabalho sobre as várias substâncias que são proibidas nos esportes mas acabam sendo são usadas pelos atletas e sobre os artifícios muitas vezes preparados para tentar mascarar o dopping.
Ao participar da mesa sobre “Os impactos socioambientais dos grandes eventos”, a jornalista e ambientalista Dulce Tupy, enalteceu a realização dos Jogos do Rio 2016, mas lamentou a oportunidade desperdiçada de despoluir a baía de Guanabara.“Perdemos a chance de despoluir nossa linda e importante Baia de Guanabara, parte da história grandiosa do Rio de Janeiro”, disse a ambientalista.
A mesa com o tema “O legado pós olímpico: novos sonhos ou pesadelo” provocou um intenso debate entre os João Baptista Abreu, Osvaldo Maneschy e Áydano André Motta, tendo conduzido a mesa o jornalista Pinheiro Junior. O jornalista e ex-comentarista do canal SporTV, Áydano André Motta, destacou o poder transformador do esporte. “No Brasil morrem cerca de 60 mil pessoas assassinadas, por ano, a maioria jovens negros. Essas vidas, tiradas precocemente, poderiam ser salvas através do esporte e da educação”, ressaltou.
Após as mesas de debates, os atletas olímpicos e paralímpicos foram homenageados. Da família Grael, receberam as comendas, Erick Schimit, Axel Schimit, Torbel Grael, Axel Grael e Lars Grael; Anderson Lopes, Armando Barcelos, Bruno Souza, Clinio Freitas ( representado pelo seu filho, Clinio Freitas), Fábio Bordignon, Isabel Swan, Robeto Miranda, Sandra Soldan, Vaderson Silva, Receberam, ainda o troféu , José Haddad, , presidente da Neltur, João Carvalho, primeiro presidente do Comitê Paralímpico e Bruno Souza, secretário municipal de Esportes. Numa sinuosidade que lembra o MAC e a tocha, o troféu foi criado pelo escultor Giovani Gargano.