sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Seminário com Daniel Godri Jr atraiu grande público em Itaperuna




O auditório do Sebrae/RJ em Itaperuna ficou lotado na noite desta quarta-feira, 19/08, quando cerca de 150 pessoas participaram do seminário “Como formar equipes campeãs e lucrativas”. O palestrante Daniel Godri Junior dividiu sua experiência com empresários e funcionários de pequenas e micro empresas, abordando questões relacionadas à motivação da equipe, atendimento ao cliente, aumento das vendas, liderança e marketing. 
Para o coordenador regional do Sebrae/RJ no Noroeste Fluminense, Nelson Rocha filho, o encontro foi muito produtivo. “Tivemos hoje uma aula de gestão com um dos maiores especialistas do país. Ficamos com a sensação de dever cumprido em proporcionar este aprendizado aos empreendedores da região”.   
Pós-graduado em Marketing e em Ética e Educação, Godri Júnior tem entre seus clientes empresas como a Coca-Cola, Fiat, Bradesco, Perdigão, Vale, Avon, Correios, Votorantim, Banco do Brasil, O Boticário, Pão de Açúcar e Unilever. É autor dos livros “Mudanças e oportunidades: 70 dicas para você vencer as montanhas do medo na vida e nos negócios”, “Venda mais e melhor”, “Sou campeão por natureza” e “Deus tem um plano para você”. 
Confira entrevista exclusiva realizada com Daniel Godri Júnior:

ENTREVISTA
"Cliente fiel é a razão da existência de uma empresa"

Há como manter uma equipe unida, apesar de tantas diferenças entre as pessoas?
Claro que sim, porque união não é unicidade. União é união mesmo, apesar da diversidade. Para isso precisa se desenvolver nas pessoas a maturidade de entender que a diferença não é ruim, é boa. E que pensar diferente não é ruim, é muito bom. Porque só a partir da confrontação da ideia é que uma outra melhor surge. Pensar diferente é enriquecedor para uma organização. Não é melhor nem pior, é simplesmente diferente. O fato de ter pessoas diferentes não significa que elas não possam trabalhar juntas, unidas pelo mesmo objetivo, um norte, uma missão comum, uma meta que una todas num mesmo direcionamento e, portanto, na mesma equipe. 
 A fidelização do cliente é uma boa alternativa para as vendas?
É um pouco questionável a fidelização. Até quando o cliente é realmente fidelizado? É quando uma empresa consegue. Porém, um cliente fiel é aquele que é visto não como um número na empresa, mas como a razão de existir da empresa, com reciprocidade, como causa e sustento de uma empresa. A esse cliente é necessário que se dê uma experiência de compras espetacular. Cada vez que uma empresa proporciona uma experiência de compras, aumenta a capacidade de retenção do cliente. Também podemos reter o cliente pelo medo que o cliente tem de mudar, principalmente na área de serviços. Quando o cliente tem medo de experimentar o novo na área de serviços, isso é algo a ser explorado na fidelização. Ou ainda com o marketing de relacionamento. 
Como aplicar o marketing de relacionamento? 
Trabalhando o conhecimento aplicado ao cliente: para que time torce, a idade dele, preferências, quantidade de compras. Isso vai valorizá-lo de uma maneira individual para que o vendedor possa tratá-lo de uma maneira individual. Se precisamos atender às “massas”, precisamos lembrar também que dentro dessas “massas” existem pessoas que merecem um tratamento diferenciado. Aquelas pessoas que compram com frequência, as pessoas que compram há mais tempo. E para isso precisamos ter conhecimento, dados sobre o cliente. 
 Marketing pessoal também é importante?
Sim, e gostar do que faz. Tenho já 20 anos de palestra, sempre trabalhei com treinamento, na área de publicidade e com vendas. Trabalho desde os 16 anos de idade e palestro desde os 20. Claro, houve uma influência do meu pai que é palestrante, mas ele nunca me empurrou ou exigiu que fosse um palestrante. Ele viu que eu tinha potencial e me incentivou, mas nunca obrigou a ser um palestrante. Meu pai, graças a Deus, é uma das pessoas mais conhecidas do país, e assim como ele hoje dou treinamento para grandes empresas e corporações nacionais. Já até palestrei na África, em Portugal e nos Estados Unidos, além de todos os estados do território nacional.


Kellen Leal - Print Rio
Assessoria de Comunicação 
(21) 3212-1000   (21) 98498-1842

Empresas dão golpe nos trabalhadores terceirizados em Pádua!!!!!!!!!!




Aumenta o desrespeito aos funcionários terceirizados, como atraso de salários, não pagamento de tíquetes e recolhimento do Fundo de Garantia, o que levou a um crescimento o número de denúncias no Fórum de Pádua.
As reclamações contra as terceirizadas são tão corriqueiras que parece até que o Governo faz vistas grossas ao cumprimento das leis trabalhistas. Uma iniciativa recente do Ministério do Trabalho para resolver o assunto é a elaboração de um projeto de lei para regulamentar a terceirização de mão-de-obra. O texto, que deve estar pronto até dezembro, já é motivo de críticas pelos empresários do setor. A necessidade de regras para o segmento ficou ainda mais clara nas últimas duas semanas, quando os terceirizados de vários órgãos públicos ameaçaram cruzar os braços, caso as obrigações não fossem pagas em dia.
Até dentro do Fórum dos estados e municípios,dentro da cada de leis ocorre isto,funcionários perderam de empresas terceirizadas na cidade de Pádua,mais de 10,mil reais da primeira terceirizada,da segunda 5 mil,e agora eles procuraram a justiça do trabalho para garantir seus direitos,muitos temem ser demitidos. Agora isto ocorrer dentro da casa de leis,demonstra que chegamos ao fundo do poço.
Na avaliação do procurador do MPT, Adélio Justino Lucas, esse tipo de situação é recorrente, principalmente no fim do ano quando chegam ao término vários contratos emergenciais de seis meses. Segundo ele, a contratação pelo menor preço - um dos critérios de seleção no pregão eletrônico - leva muitas companhias a fazer propostas fora da realidade, ou seja, bem abaixo do valor necessário para cobrir todos os custos empregatícios.
Tem muitos casos onde a empresa recebe o dinheiro do Governo, não paga ao trabalhador. Essa questão só será resolvida quando houver uma análise técnica e mais criteriosa dos contratos para saber se eles são compatíveis com a realidade de nossa cidade
Caso o projeto seja aprovado em sua essência, vem para trazer segurança jurídica aos envolvidos na terceirização. Inclusive garantindo ao trabalhador a manutenção de todos os direitos trabalhistas, como férias, 13º e fundo de garantia, entre outros. Também é um importante instrumento para o combate à informalidade.
Uma dica que eu dou a você é o seguinte :
As vezes uma ação trabalhista é uma maldição na vida da pessoa. Você vai buscar os seus direitos e um advogado afirma que você vai ficar rico quando a ação for ganha. Ação trabalhista no Brasil é ganha pelos trabalhadores na maioria das vezes. Acontece que a pessoa fica com esse sonho de riqueza "quando a ação trabalhista" sair. Tem gente que faz planos, comprar casa, viajar, mudar de sexo, comprar carro novo, fazer implante de cabelo, comprar computador, e por aí vai, tudo com a grana milionária que vai ganhar quando a "ação sair". Com esse sonho a pessoa vai-se iludindo e acaba assumindo uma postura leniente em relação a sua carreira profissional e acaba com 50 anos, ganhando uma merreca de salário ainda esperando que "a grana da ação vai sair. Pode até sair mas normalmente é pouca coisa.
Infelizmente o poder esta na mãos do governo,ele dita,decide quando e como te pagar,não respeitam,leis,juízes,nada,então não sonhe alto,espere e espere,uma hora você vai receber os seus direitos,mesmo que demore anos.
Por isso sou a favor de concursos públicos,firmas terceirizadas,funciona como lavagem de dinheiro e só quem perde são os trabalhadores,saem sem direito a nada!










quinta-feira, 20 de agosto de 2015

PORCIÚNCULA COMEMORA 68 ANOS DE EMANCIPAÇÃO COM FESTA E GRANDES ATRAÇÕES



Há 68 anos, no dia 21 de agosto de 1947, Porciúncula conquistou sua emancipação político-administrativa. A partir dessa data, desenvolveu-se e apareceu no cenário regional através de muitas lutas e conquistas. A data é muito comemorada pelo município e tornou-se um momento de grandes encontros e atrações de destaque nacional.
A festa de aniversário deste ano acontece de 20 a 23, no Parque de Exposições José d’Abreu Salgado, com abertura oficial às 20 horas, seguida de show gospel com a Comunidade Evangélica de Nilópolis. Na sexta-feira, o cantor Glauco Zulo promete agitar a galera com sua energia. Sábado é dia da dupla sertaneja mais amada do Brasil. Os mineiros Victor e Leo chegam a Porciúncula com superprodução trazendo o melhor do sertão através de suas composições e arranjos nas vozes afinadíssimas da dupla.
Para fechar a festa, domingo tem pagode. O grupo Só Marrento vai embalar o público num pagode redondinho, feito para agradar a todos.
Todos os dias, no palco dois, bandas regionais também irão animar a festa, além do Forrozão que pega fogo a noite inteira.
Porciúncula faz aniversário e espera você e toda a região para comemorar juntinho numa festa feita com muito carinho, oferecendo entrada gratuita todos os dias.
Rosimere Ferreira

Camille Rodrigues é recebida por familiares em sua chegada no Brasil!!!!!!!!!!





Manoel,Eliane,pais orgulhosos





Nossa heroína, nosso orgulho paduano, chegou à terça-feira dia 18 de agosto de 2015, no aeroporto do RJ, com uma recepção calorosa de sua família, flores, cartazes, muito carinho e orgulho de seus pais Manoel e Eliane, orgulho multiplicado pelo povo brasileiro, não só paduano.

Em sua rede social ela agradeceu o carinho de todos, mais uma mensagem, deixada por uma carioca,chamou a atenção,eu acho que ela representa não só o seu arrependimento,mais de muitos brasileiros e “ paduanos” que deixaram de acompanhar esse momento único da vida de um esportista e representante de uma nação.


Ps: Camille peguei suas fotos emprestada no seu face,não resisti,bjssss! Márcia Mendes














A família é tudo, onde buscamos forças para lutar e vencer, a prova concreta é apresentada aqui!

















Confira a mensagem e agradecimento de nossa querida Camille:







quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Governador Luiz Fernando Pezão participa da abertura de Solenidade de abertura do ENAEX 2015‏

 Governador Luiz Fernando Pezão participa da abertura de Solenidade de abertura do ENAEX 2015 – Encontro Nacional de Comércio Exterior. 



Empresas de extração de rochas reberam Licença de Operação e funcionários foram capacitados
















A cadeia produtiva de rochas ornamentais, um dos pilares da economia do Noroeste Fluminense, comemora um importante avanço no processo de formalização do setor. Nesta quarta-feira (12), em Santo Antônio de Pádua, 28 empresas receberam a Licença de Operação (L.O.) emitida pelo INEA. No mesmo dia, foram entregues certificados de capacitação dos funcionários e formalizada a doação de 700 mil metros quadrados de floresta nativa ao município de Pádua, como compensação ambiental ao impacto causado pela atividade. A área doada será incorporada ao Monumento  Natural Municipal da Serra de Frecheiras, que, junto com a área de 500 mil metros quadrados doadas pela prefeitura, totalizará 1,2 milhões de metros quadrados.
O ponto alto da solenidade foi a entrega de certificados aos 243 operários que concluíram os  cursos de de Técnicas de Operação e Segurança de Máquinas de Corte e de Desplacamento de Lajinhas de Gnaisses. A capacitação foi realizada pelo Sistema Firjan, através do SENAI, com apoio do Sebrae/RJ, através do programa Sebraetec, que subsidiou 80% do valor do curso. As empresas arcaram com os 20% restantes.
O Superintendente Regional do Ministério do Trabalho, Narciso Guedes, destacou que a cultura da segurança não é fácil, por isso os números de acidentes de trabalho são muito altos. “Esta ação é um exemplo para todos. As empresas produzem pedras de qualidade e estão investindo na segurança dos funcionários”, afirmou Guedes. O secretário estadual do Meio Ambiente, André Correa, concordou. “Com apoio dos agentes envolvidos, as empresas construíram um programa que preserva o ambiente e protege a saúde do trabalhador, com foco na segurança do trabalho”, destacou o secretário.
Para o prefeito  Josias Quintal de Oliveira, o avanço só se tornou possível com o diálogo entre as instituições envolvidas e o emprenho dos empresários do setor. “As empresas passaram a ter consciência de que as leis precisam ser respeitadas, que foram criadas para a preservação da vida dos trabalhadores e também do meio ambiente. Por outro lado, o Estado compreendeu que não adianta ter leis extremamente restritivas e rigorosas, que cada situação precisa ser avaliada e estudada. Foi assim que conseguimos encontrar o caminho que permite a exploração sustentável das riquezas minerais do nosso município”, afirmou Quintal.
O presidente do Sindgnaisses - Sindicato de Extração e Aparelhamento de Gnaisses do Noroeste do Estado do Rio de Janeiro - Marco Antônio Pinheiro, finalizou o evento afirmando que este é um marco para o setor,  momento em que as empresas cumprem os compromissos firmados com o Ministério Público Federal em atendimento à legislação ambiental e à trabalhista. “Trabalhamos muito para chegar até aqui, vencemos muitas dificuldades. Agora podemos comemorar esta importante vitória, a legalização das empresas e a capacitação dos funcionários”, disse Pinheiro.
O setor gera 5 mil empregos e tem apoio da prefeitura de Pádua, Ministério do Trabalho (MT), Departamento de Recursos Minerais (DRM), Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), Instituto Estadual do Ambiente (INEA), Secretaria Estadual de Desenvolvimento Econômico (SEDEIS),  Secretaria Estadual do Ambiente (SEA),  Sebrae/RJ, Sistema Firjan.

Texto/Foto: Ascom Pádua

domingo, 16 de agosto de 2015

Manifestantes protestam contra o governo em todo Brasil: Chega de Corrupção!!!!!!!



















Movimentos anti-Dilma Rousseff foram às ruas neste domingo dia 16 pela terceira vez no ano para pedir a saída da presidenta. As manifestações de hoje, que ocorreram em mais de 200 cidades pelo Brasil, exigiam a queda de Dilma 'de qualquer jeito': por impeachment, cassação ou renúncia. São Paulo, uma vez mais, liderou as manifestações, com presença maciça de pessoas na Paulista. Segundo o Datafolha, 135.000 pessoas estiveram na avenida no auge do ato. Os números superam as manifestações em abril, mas não as de março, que reuniram 210 mil participantes na cidade.

Um boneco inflável representando o ex-presidente Lula vestindo roupa listrada de presidiário foi levado para a Esplanada. Os manifestantes pediam que Lula fosse colocado em uma cela com presos na Operação Lava Jato, da Polícia Federal, como o ex-ministro José Dirceu e o ex-diretor da área internacional da Petrobras Nestor Cerveró.

Os manifestantes também carregavam duas grandes bandeiras, uma do Brasil e outra na qual está escrito: "Impeachment já". Algumas pessoas também carregavam faixas em apoio ao juiz federal Sérgio Moro, responsável pelos processos da Lava Jato.