sábado, 18 de abril de 2015

Hospital Helio Montezzano uma bomba preste a explodir efeitos colaterais da crise ou má administração?






















Eis as questões: De um lado paciente a maioria com doenças graves outros com problemas psicológicos onde o hospital não tem uma equipe especializada para tratar de pessoas com sintomas de drogas, álcool e depressão. Como no caso também de gravidez de risco sem uma unidade de tratamento intensivo ou de cuidados intensivos que se destina ao atendimento de pacientes graves ou de risco para morte, dispondo de assistência médica e de enfermagem ininterruptas, com equipamentos específicos próprios, recursos humanos especializados e acesso a outras tecnologias destinadas a diagnóstico e terapêutica, como  neonatal, que se destinam os portadores de instabilidade hemodinâmica, distúrbios metabólicos graves.Pacientes ficam disparados,desamparados,quando não recebem a ajuda necessária.
Do outro lado o hospital com médicos e enfermeiros que colocam a cara na reta muitas das vezes por falta de uma boa administração. O hospital pode ser classificado como sistema organizado que cuida da saúde, embora imponha poder normativo, estrutura funcional e hierarquia para assegurar produção.  Observamos os pontos críticos que o enfermeiro-gestor encontra para exercer as diversas funções nas áreas administrativas, técnicas e relacionais.
Enfermeiros que assume a função de gestor,quer seja da equipe de enfermagem, para conseguir gerir a organização, buscando atender os interesses do usuário, do governo, das diversas categorias profissionais de trabalhadores e ainda, agir com senso de justiça. A questão é conseguir balizar os aspectos políticos, econômicos e sociais. O enfermeiro que gerencia situa-se no meio dessa teia, articulando-se com a alta administração e com a linha de frente. Confluem para esse ponto central interesses de várias áreas, pressão da organização, da sociedade civil por prestação de serviço e as expectativas dos trabalhadores. São relações acirradas de tensão entre pacientes e enfermeiros que na maioria das vezes exercem o papel de medico. Lidar com esse cenário é um desafio, muitas das vezes gera uma violência, pela falta de estrutura no atendimento, principalmente com atendimento de pacientes com problemas mentais ou com drogas. O hospital é para emergências e não para tratamentos do doente mentais, são usados com um paliativo de emergência, os familiares devem procurar ajuda com psiquiatras.










  Fato: Hoje presenciei uma cena um tanto constrangedora, uma paciente residente em Itaocara passou mal na rua e foi levada ao hospital, foi medicada,mais se encontrava alterada,se recusando a ficar dentro do hospital, deitou  do lado de fora,dizendo que estava passando mal, foi mal-tratada.Do outro lado os enfermeiros  tentavam  acalmar a paciente,muito nervosa,agressiva,jogou água em um dos enfermeiros,que revidou  a agressão.
Uma bomba relógio, sem a presença da guarda municipal, pois só trabalham de segunda a sexta,PM,médicos psiquiátricos,coisa que não existe no hospital,falta de medicamento, Infa- estrutura para recém nascido ou para própria mãe,salários de funcionários atrasados.Junta todos esses ingredientes,e acende o pavio,é bomba na certa.A culpa é da crise? Será?

Agora o que não pode é os funcionários ficarem sem segurança,o atendimento é de 24 horas,a segurança deveria ser também.a furda esta ai para isso.E os pacientes merecem todo respeito sendo normal ou não.






.




sexta-feira, 17 de abril de 2015

Feriado prolongado promete movimentar turismo em Búzios







Mundialmente conhecida por suas praias de águas cristalinas, rica gastronomia e vários atrativos turísticos, a cidade de Búzios aguarda receber milhares de turistas nos feriados prolongados.

Diferente de outros setores da economia, a taxa de crescimento do turismo nacional é bastante expressiva. As ações realizadas através de feiras de turismo e apoio à mídia espontânea, para a promoção do Destino Búzios, em combinação com seis feriados com fins de semana, será a receita ideal para garantir um bom faturamento ao turismo buziano. 

De acordo com levantamento realizado pelo Ministério do Turismo em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), a movimentação financeira com esses feriados será de R$ 18,66 bilhões em todo o Brasil, e o número de viagens está estimado em 10,9 milhões. Foram considerados 20 dias extras para o calendário nacional de viagens de 2015. Estão excluídos o Carnaval, a Semana Santa, o Natal e o Réveillon, feriados que se repetem todos os anos. O gasto médio previsto por turista será de R$ 1.712,87 por feriado.

Segundo o secretário de Turismo, José Márcio Moreira dos Santos, esta junção de fatores irá dar uma oportunidade extra no setor do turismo. "O feriado é o gás para impulsionar o setor, gerar emprego e renda para a população, e estimular toda a economia da cidade".

Ele diz ainda que com a alta do dólar, as viagens para o exterior ficaram mais caras, e quem gosta de viajar, está optando em conhecer melhor o Brasil. E é agora, por conta das ações de promoção, realizadas pelo governo durante dois anos, que os resultados começam a aparecer.

"Agora chegou a hora de colhermos o que plantamos. O mercado do turismo é muito concorrido, e a divulgação do destino nas feiras e mídia, é o que mantém a cidade sempre em evidência, garantindo nestes períodos  o fomento turístico no município ", afirma.

Para atender a demanda de visitantes, há três Centros de Informações Turísticas, Rasa, Pórtico e Centro, funcionando das 8h às 22h. Em todos há recepcionistas, material informativo da cidade, e mapa. 







-- 


Tatiani Costa
Assessora de Imprensa
Secretaria de Turismo de Búzios
MTb 47.264/SP

Secretaria da Agricultura recebe equipamentos agrícolas




A Prefeitura de Santo Antônio de Pádua ganhou maquinários para manutenção e infra-estrutura das zonas rurais do município. A aquisição foi possível através de verbas parlamentares dos Deputados Carlos Alberto e Hugo Leal, com o pedido feito pelo prefeito Josias Quintal, tendo um repasse no valor de quase R$ 1,3 milhões, feito pelo Ministério de Desenvolvimento Agrário, sendo aproximadamente 10% do valor foi pago como contrapartida da Prefeitura.
                                                                        
Com o repasse foram adquiridos três tratores agrícolas cabinados, um trator agrícola simples e implementos agrícolas, tais como, Três arados de 4 discos,  um arado de 3 discos,  uma  grade de 28 discos, uma roçadeira hidráulica, um perfurador de solo e um sulcador. Além disso, uma pá mecânica, duas retro-escavadeiras e mais uma pá carregadeira serão entregues nos próximos dias.

Estes equipamentos e máquinas agrícolas serão, principalmente, no apoio e suporte aos pequenos produtores rurais sem condições de aquisição de tais tipos de equipamento para sua atividade e também na melhoria de estradas vicinais, melhorando o escoamento da produção.

O Secretário Municipal de Agricultura, Leonardo Moura Leonardo, salientou o belo trabalho feito pela Gerência de Convênios da Prefeitura e também do Prefeito Josias Quintal, que tornam possíveis que emendas parlamentares cheguem até a cidade.
"A nossa meta é atender todos os pedidos feitos por parte dos agricultores no tocante aos cortes de suas terras para o plantio, satisfazendo assim o homem do campo, e o ajudando nas suas atividades agrícolas", frisou Leonardo.

Texto: Mauro Teixeira

Fotos: Mauro Teixeira

Coleta Seletiva de Santo Antônio de Pádua recebe equipamentos


A Tetra Pak, em parceria com o INEA (Instituto Estadual do Ambiente), cedeu quatro equipamentos para a Cooperativa de Coleta Seletiva de Santo Antônio de Pádua, entre elas, uma prensa hidráulica, uma balança eletrônica, uma empaletadeira e um elevador.  As ferramentas fundamentais para o trabalho nas cooperativas de coleta seletiva também foram cedidas para outros municípios no interior do estado.
Com a entrega dos equipamentos, espera-se que o trabalho das cooperativas se torne mais ágil, o que fará o ciclo da reciclagem girar com mais velocidade.
O consultou técnico da Tetra Pak, Paulo Ribeiro, visitou as instalações onde se realizam os trabalhos de separação dos resíduos juntamente com o Secretário Municipal de Meio Ambiente Otony Faria Junior e ficou satisfeito com o resultado do trabalho e principalmente com a utilização dos equipamentos.
 “Por conta da nossa atuação regional, da parceria com o INEA e com as prefeituras, conseguimos rastrear as iniciativas mais necessitadas e acreditamos que os equipamentos ajudarão a agregar valor aos materiais recicláveis coletados”, afirma Paulo Ribeiro, consultou técnico Tetra Pak.
O consultor técnico também foi recebido pelo Chefe de Gabinete, Dr. Ricardo da Silva Miguel, onde fez explicações técnicas sobre o processo de reciclagem e também sobre o contrato de comodato dos equipamentos com o município.











Texto: Mauro Teixeira

Fotos: Mauro Teixeira

Resgatando Brincadeiras Antigas,venha participar!!!!!!!!!!!!!!!!!


Antigamente as crianças não tinham tantos brinquedos como as de hoje e, por isso, tinham que usar mais a criatividade para criá-los.
Usavam tocos de madeira, pedrinhas, legumes e palitos para fazer animais, além de brincadeiras como amarelinha, cinco Marias, bolinha de gude, cantigas de roda, passa anel, roda pião, empinar pipa, dentre várias outras e, assim, se divertiram por décadas e décadas.
Com os avanços da modernidade, a tecnologia trouxe brinquedos que não exigem a criatividade das crianças, pois elas já encontram tudo pronto.
 A família  pode participar,fazendo um levantamento das brincadeiras do tempo de seus pais e de seus avós, aproveitando para se distraírem com seus filhos, ensinando-os outras formas de diversão e as possibilidades de se criar jogos e brincadeiras. O mais importante disso? Ensiná-los que para brincar não precisamos gastar.







È tempo de brincar,chega de ficar na internt,tem vida na rua,vamos jogar escolha a sua brincadeira leve seus filhos:
Amarelinha- Essa brincadeira tão tradicional entre as crianças brasileiras também é chamada de maré, sapata, avião, academia, macaca etc. A amarelinha tradicional é desenhada no chão com giz e tem o formato de uma cruz, com um semicírculo em uma das pontas, onde está a palavra céu, lua ou cabeça. Depois vem a casa do inferno (ou pescoço) e a área de descanso, chamada de braços (ou asas), onde é permitido equilibrar-se sobre os dois pés. Por último, a área do corpo (ou quadrado).
Arranca-Rabo: O grupo é dividido em dois, os integrantes de um dos times penduram um pedaço de fita na parte de trás da calça ou bermuda, eles serão fugitivos. Ao sinal do mestre, os fugitivos correm tentando impedir que as crianças do time adversário peguem suas fitas, quando todos os rabos forem arrancados, as equipes trocam os papéis, quem era pegador vira fugitivo.
Arremesso de Bambolê: Tipo arremesso de argolas, mas com bambolê. Uma pessoa será a vítima e ficará a 5 metros dos jogadores. Faz 1 ponto quem conseguir encaixar o bambolê na pessoa primeiro. Ganha quem tiver mais pontos.
Batatinha: Em fileira, uma criança, o batatinha , coloca-se de costas para a fileira e atrás da raia, à distância de três metros mais ou menos. O batatinha , atrás da raia, grita: Batatinha frita com arroz ou Batatinha, um dois, três . É o momento em que os da fileira aproveitam a oportunidade para avançar rumo à raia, através de pulos. Após dizer a frase, o batatinha volta-se para o grupo. O que for apanhado em movimento deve retornar a ponto de partida, ou passar para o lado da raia e esperar que termine a brincadeira. Ganha o que conseguir atingir a raia, através de pulos, sem ser percebido pelo batatinha.
Bate e corre: Os participantes formam uma roda e um jogador iniciará a brincadeira. Ao sinal de início, o jogador separado põe-se a correr em volta da roda, devendo bater inesperadamente no ombro de um colega. Este sai no seu encalço, enquanto o outro continua a correr em torno da roda para tentar ocupar o lugar, agora vago no círculo, antes de ser apanhado. Se conseguir, o corredor desafiado reinicia a brincadeira indo tocar outro. No caso contrário, o alcançado vai para o centro da roda. Lá fica até outro cometer erro semelhante ao seu, trocando de lugar com ele.
Bate figurinha: Os meninos reúnem as figurinhas dos álbuns que são repetidas, fazem um montinho e batem a mão sobre elas, as que virarem ao contrário é ganha por quem bateu a mão. O jogo é feito de comum acordo entre todos, e só vale bater figurinhas repetidas para que ninguém saia no prejuízo.
Bolinha de gude: Bolinhas coloridas e feitas de vidro, são jogadas num circulo feito no chão de terra pelos meninos. O objetivo é bater na bolinha do adversário e tirá-la de dentro do círculo para ganhar pontos ou a própria bola do colega.
Bolinhas de sabão: É muito fácil fazer a alegria da criançada compranda os kits de bolha de sabão. Mas aqui via uma dica para se fazer essa brincadeira de forma bem tradicional. Adquire-se um talo de mamoeiro e corta-se tirando a folha e a parte mais grossa. Faz-se em um copo espuma de sabão, mergulha-se o canudo e me seguida sopra-se bem de leve fazendo-se as bolas que serão soltas no ar.
Esconde-esconde
A criança tem de se esconder e não ser encontrada, a criança que deverá procurar os demais elementos do grupo deve permanecer de olhos fechados e contar até 10 para que todos tenham tempo de se esconder. Após a contagem, a criança sai em busca dos amiguinhos que estão escondidos. Para ganhar, a criança que está procurando deve encontrar todos os escondidos e correr para a base.
Morto-vivo
Crianças lado a lado de frente para uma que estará sentada. O que está sentado grita bem alto: Morto para todos se abaixarem e Vivo! para se levantarem. Quem errar, sai da brincadeira. O vencedor é aquele que ficar por último.
Queimada
São traçadas três linhas paralelas, distantes mais ou menos 10 metros uma da outra. A linha do meio representa a fronteira entre os grupos. Dois grupos de igual número de crianças colocam-se de frente para linha central, ligeiramente à frente das linhas do fundo. Por um critério estabelecido pelos participantes, é definido o grupo que inicia o jogo. Este grupo seleciona um de seus componentes, o qual deve, de posse da bola, correr até a linha central e arremessá-la contra inimigo.
Uni-Duni-Tê
Um brincadeira para escolher a vez. Segundo o dicionário, parlendas são rimas infantis, em versos de cinco ou seis sílabas, para divertir, ajudar a memorizar ou escolher quem fará tal ou qual brinquedo (fonte: site Qdivertido).Uma das parlendas de escolha que as crianças do Brasil mais gostam é o UNI-DUNI-TÊ:
Uni, duni, tê,Salamê, mingüê,Um sorvete colorê,O escolhido foi você!
A brincadeira é o exercício físico mais completo de todos e é através dela que agregamos valores e virtudes à nossa vida.
Não esqueça dos brinquedos,água,lanche!

Blitz com guardas municipais e PMs para apreensão de veículos irregulares

As blitzen  realizadas em parceria com a Guarda Municipal e a Polícia Militar de Pádua , com o objetivo de  apreender veículos irregulares,principalmente de transporte.
 Durante a ação desta sexta-feira (17/ 04), uma kombi foi  levada para o depósito público,devido estar sem manutenção,inclusive na semana passada umas de suas rodas,se soltaram,para segurança de passageiros é necessário  que verifique o transporte,para não colocar a vida de inocentes em risco.
O chefe do Demut,Sr. Peçanha  acompanhou a operação.









 



quarta-feira, 15 de abril de 2015

Animais apreendidos nas ruas da cidade já estão sendo chipados

A Prefeitura de Cataguases, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, em atendimento à Lei Municipal 4098/2014, que delibera sobre a captura de animais de grande porte soltos em vias públicas, iniciou o processo de identificação eletrônica dos animais vinculado ao cadastro de seus proprietários. De acordo com o secretário de Agricultura e Meio Ambiente de Cataguases, José de Alencar Pinto Farage, após a captura do animal ele é levado para um curral existente no IDAIC onde recebe um chip (ponto eletrônico) onde todas as suas características são registradas.
No momento em que o proprietário do animal solicita sua liberação, após o pagamento da multa e das taxas devidas, os dados do proprietário também são vinculadas ao cadastro do animal, onde irá constar seu nome, CFP, RG e endereço, se é carroceiro e reincidente, inclusive. Para que o proprietário solicite a liberação do animal apreendido deve procurar o Setor de Cadastro da Prefeitura para emissão das taxas de apreensão e diárias e se dirigir à Fiscalização de Posturas para assinatura do auto de infração. Com as taxas devidamente pagas o proprietário retornará ao Setor de Cadastro para obter a Certidão de Liberação do Animal e terá um prazo de 24 horas para a retirá-lo do estábulo no horário de 8h às 12h. Além de equinos as capturas também vão se estender a bovinos e caprinos.
Os animais apreendidos que apresentarem debilidade física ou ferimentos serão examinados por veterinário e, se constatado maus tratos, o fiscal ambiental do município, Felipe Dutra, encaminhará relatório à Polícia Ambiental para os devidos procedimentos processuais. José de Alencar lembrou ainda dos inúmeros acidentes que são causados por animais soltos em vias públicas, além dos tambores e sacos de lixo que são revirados por todos os bairros.
Por http://www.radiocataguases.com/

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Moradores que ficaram sem luz pela Ampla na “Portelinha”ganham na justiça!





No dia 8 de abril, moradores tiveram a luz cortada pela Ampla, devido à falta de pagamento, e entraram com um pedido na justiça. Na qual ganharam o direito de ter a luz religada em 48 horas e a colocação de postes para que paguem individualmente a conta.

Moradores aguardam pela religação da energia elétrica pela Ampla.




Agentes de Saúde fazem atualização para combate a dengue




A Secretaria da Saúde do Estado, com o objetivo de preparar ainda mais os profissionais que atuam no controle do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, promoveu em Santo Antônio de Pádua um Curso de Atualização para Agentes de Endemias do município.
Entre os assuntos abordados no curso, estão os métodos de controle de vetores, noções de entomologia, operacionalização das ações de campo, educação em saúde e mobilização social. Os instrutores Adson Colli Christo e Paulo Antônio de Oliveira, ambos agentes de saúde do Ministério da Saúde, ministraram o curso de 40 horas para 33 agentes do município, tendo a presença do Superintendente de Vigilância em Saúde do município, Elton Cleber Sanches Amorim
O curso faz parte de um calendário de treinamentos e capacitações que a Secretaria da Saúde do Estado realiza durante o ano inteiro. A idéia é mobilizar e treinar de forma permanente os agentes de endemias para o enfrentamento constante da dengue. Como endemia, a dengue está presente o ano todo. Mesmo em meses com registro de menos casos, como em julho e agosto, o alerta contra o mosquito não pode parar.
 O trabalho de prevenção deve ser permanente tanto para os profissionais, gestores da saúde como a população. Manter os depósitos que acumulam água, como tinas, baldes, potes e, principalmente caixas d `água bem fechados deve ser uma ação de rotina. Nunca jogar lixo nas vias públicas também deve ser um hábito. Assim, o mosquito Aedes aegypti não encontra condições para por os ovos e não se reproduz. Como resultado, não ameaça a saúde da população.
Outra ação programada pela Secretaria estadual de Saúde e desenvolvida pelos agentes em Santo Antônio de Pádua e a campanha “10 minutos contra a dengue”, que estimula moradores a gastar 10 minutos de seu dia no combate aos focos do mosquito Aedes aegypti, em suas próprias casas.

Texto: Mauro Teixeira

Fotos: Gláucia Melo

Inauguração de Obras em Barro Branco

Aconteceu nesta ultima sexta (10) na localidade de Barro Branco a inauguração de obras feitas com recursos próprios pela Prefeitura de São Fidélis.
Capela Mortuária/ Rampa de acesso ao cemitério e Banheiro Publico.
  A solenidade contou com a abertura feita pelo coral do CATI (Centro de Atenção a Terceira Idade) e em seguida os discursos das autoridades, foi falado á respeito da importância daquela obra naquele local. Estiveram presentes O Prefeito Luiz Fenemê com sua familia, o vice Prefeito Magno Rocha, Os Secretários, Os Vereadores Henrique de Mutango, Aridelson Carneiro, representantes da comunidade que em todo tempo em seus discursos agradeceram ao Prefeito pelo feito.

-- 
           Anny Fernandes/ PMSF
Secretaria de Comunicação Social.






Prefeito Josias Quintal inaugura telefonia móvel em Santa Cruz



Foi inaugurada na manhã de domingo, dia 12, a torre de telefonia e internet 3G no distrito de Santa Cruz. A solenidade aconteceu na Quadra Poliesportiva da Localidade, com as presenças do Prefeito de Santo Antônio de Pádua, Josias Quintal de Oliveira, da primeira dama e Secretária Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, Maria Tertuliana, dos vereadores Alexandre Brasil, Robinho Águia Negra e Eduardo Silva (Dudu), além de Secretários municipais.

Em tempos de globalização e avanços tecnológicos, o Prefeito Josias Quintal vem trabalhando para solucionar os problemas de internet 3G e telefonia móvel enfrentado pelos moradores dos Distritos, problemas esses que aos poucos vêm sendo solucionados com repetidoras instaladas pelo Departamento de Tecnologia e informação do município.

O Prefeito ficou feliz em ver uma solução para esses problemas.
 “Agora os moradores de Santa Cruz não vão sofrer mais com a falta de sinal e com o acesso à internet. Meus planos para a localidade ainda incluem a Capela Mortuária e dou minha palavra que em breve estaremos aqui novamente para entregá-la para população, disse Josias Quintal.
A simbólica primeira ligação foi feita pelo morador Chiquito, que agradeceu ao Prefeito por levar ao distrito de Santa Cruz os serviços de telefonia.

O sistema de telefonia só foi possível graças ao empenho do Diretor do Departamento de Tecnologia e Informação, Carlos Eduardo Dias (Cadu) e toda sua equipe, já que as operadoras não mostram interesse em colocar torres próprias em localidades isoladas da sede do município. Outras torres estão sendo instaladas nos distritos de Baltazar e Monte Alegre e logo também serão inauguradas.

Carlos Eduardo falou sobre a necessidade do celular, que, segundo ele “deixou de ser um instrumento de vaidade”, passando a uma importante ferramenta de comunicação, seja na busca de socorro médico, segurança, relações familiares e principalmente na relação de trabalho de muitas pessoas.

Texto: Mauro Teixeira Ferreira   

Foto: Gláucia Melo
































CÂMARA MUNICIPAL DE ITALVA-RJ AINDA NÃO CASSOU O VEREADOR ANTONIO ELIAS

No mês de dezembro de 2014, o Presidente da Câmara Wilson Nogueira procurou a Suplente de Vereadora da Coligação PRP-DEM e PSDB  a Sra. Marinete da Silva Barcelo Teixeira, a popular Marinete do Morro Grande informando a mesma que o Vereador Antonio Elias estava com 31 faltas, motivo este dando a ela o direito de reivindicar a Cadeira na Câmara Municipal de Italva. O Presidente da Câmara Wilson não se contendo, ligou para o irmão da Suplente de Vereadora,  Sr. Aladelson Barcelos que reside no Paraná para que o mesmo viesse a Italva que ele O Presidente Wilson Nogueira iria fornecer todos os documentos que comprovam as faltas do Vereador Antonio Elias, e assim foi feito. 
O Presidente Wilson Nogueira procurou ainda o Sr. Luiz Carlos Gomes, que tem contatos com a Imprensa para que informassem aos jornais e Blogs o fato.
Agora, o Presidente Wilson Nogueira tenta tirar o corpo fora, dizendo que o Vereador pode justificar suas faltas, sendo que, estas faltas deveriam ser justificadas  na época e não agora.
Muito se estranha que depois que o caso é divulgado pelos jornais e Blogs, o Vereador Antonio Elias tenta justificar suas faltas.
A referida suspensão do Mandato está nas mãos dos seguintes Vereadores: Wilson Nogueira, João Nogueira, Mazinho Macedo e Joel Enfermeiro, pois neste caso só a Mesa Diretora é quem vota.
Vamos ver se estes Vereadores vão fazer cumprir o Regimento da Casa ou vão passar o apagador em cima do erro, frustrando assim mais uma vez a Sociedade de Italva que clama por justiça.





FONTE: FAGNER RAMOS REIS




domingo, 12 de abril de 2015

Protestos contra Dilma reúnem cerca 450 mil em 20 Estados e no DF

Ao menos 20 Estados e o Distrito Federal têm manifestações contra o governo Dilma Rousseff (PT) e contra a corrupção neste domingo (12). São registrados protestos no DF e nos Estados de São PauloParanáMinas GeraisRio de JaneiroRio Grande do SulBahiaParáMaranhãoAmazonasAlagoas,GoiásSanta CatarinaCearáPernambuco SergipeParaíba Acre, e Mato GrossoMato Grosso do Sul Rio Grande do Norte.
De acordo com levantamento feito pelo UOL junto às Polícias Militares destes Estados, as manifestações reuniam ao menos 456 mil pessoas por volta das 18h em todo o país.
A cidade de São Paulo voltou a ter o maior número de manifestantes. Segundo a PM, 275 mil pessoas foram à avenida Paulista, região central. Nos protestos de 15 de março, a corporação falou em 1 milhão de pessoas nas ruas. No interior, houve registro de protestos em Campinas (10 mil participantes), Ribeirão Preto (25 mil) e São José dos Campos.
Em Brasília, o protesto começou por volta das 9h30. Os manifestantes levaram cartazes contra a corrupção na Petrobras e um grupo pediu a intervenção das Forças Armadas. Segundo a PM, 25 mil pessoas participaram do ato na Esplanada dos Ministérios. A segurança foi reforçada: de acordo com a PM do Distrito Federal, pelo menos 3.000 homens fizeram a segurança do local. O protesto terminou por volta das 13h30.
Em Curitiba, o protesto terminou por volta das 17h. A dispersão dos manifestantes ocorreu na Boca Maldita, localizada no calçadão da rua 15 de Novembro. A Polícia Militar estima que 40 mil pessoas participaram do ato, mas ainda trabalha para atualizar os dados. Um novo protesto na capital paranaense deve ocorrer em 29 de abril para apoiar o juiz federal Sergio Moro, que conduz judicialmente as ações da operação Lava Jato. No Estado, há relatos de atos em Foz do Iguaçu, ParanavaíAstorga, Cruzeiro do Oeste, Maringá (6.000) e Londrina (5.000).
Em Belo Horizonte, as manifestações registram a presença de 9.000 pessoas, segundo a PM. A instituição estimou em 6.000 o número de participantes na praça da Liberdade, onde tiveram início o protesto no período da manhã, por volta de 10h, e em 3.000 na praça Rui Barbosa (praça da Estação), onde o movimento terminou por às 14h30. 
No Rio de Janeiro, os atos contra ocorreram na avenida Atlântica, em Copacabana, na zona sul da capital fluminense, onde milhares de pessoas fizeram uma passeata. A caminhada começou no posto 5, por volta de 10h30, e terminou na altura da rua Figueiredo Magalhães, às 16h. A Polícia Militar não informou a estimativa de público. Durante o protesto, houve casos de hostilidade entre pessoas com opiniões políticas divergentes. Um homem que tentou defender o PT e o governo Dilma chegou a ser retirado do local pela PM para evitar uma pancadaria. Uma mulher foi agredida verbalmente pelo mesmo motivo.
Em Porto Alegre, a Brigada Militar estima em 35 mil pessoas participando do ato contra o governo federal. Não foi registrado nenhum incidente até o momento. Em Caxias do Sul, cerca de 3 mil pessoas se reuniram na praça Dante Alighieri. Em Santa Maria, são 2.000.
Em Salvador, cerca de 4.000 pessoas, de acordo com a estimativa da PM, realizaram uma passeata pela manhã entre o Farol da Barra e o Morro do Cristo. A concentração no Farol começou por volta de 9h, mas os manifestantes iniciaram a caminhada pelo trajeto de 1,5 km por volta de 10h30. Segundo o major Assemany, comandante da 11ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/ Barra-Graça), não houve registro de ocorrências durante o protesto.
Em São Luís, após 3,5 km de caminhada, o protesto foi encerrado às 12h50. A PM informou que 400 pessoas participaram do ato.
Vestindo amarelo, manifestantes já ocupam o corredor Vera Arruda, na orla deMaceió. Com faixas e cartazes, eles protestam contra a presidente Dilma. O número de manifestantes, até agora, é bem menor que o protesto passado, quando 10 mil pessoas foram às ruas.
Em Belém, o protestou reuniu 5.000 manifestantes, segundo a PM. Eles caminharam pela avenida Presidente Vargas e chegaram à doca Souza Franco. O protesto acabou por volta das 13h na capital paraense.
Em Manaus, o protesto terminou após manifestantes chegarem à  avenida Djalma Batista, na região centro-sul. A PM informou que 2.300 pessoas participaram da marcha. Os organizadores não souberam informar quantas pessoas aderiram ao movimento contra o governo, mas no início da manhã divulgaram que havia 1.500 pessoas. O início do protesto teve problemas com a chuva que caiu neste domingo.
Em Florianópolis, cerca de 800 pessoas, segundo dados da PM, participavam de uma caminhada por voltas das 16h30 na avenida Beira Mar Norte (o endereço mais caro da cidade). Os manifestantes se confundem com os moradores que usam a área para passeios dominicais. Ainda no Estado, uma mulher foi presa pela Polícia Militar em Balneário Camboriú (80 km de Florianópolis) por atropelar três motociclistas que se preparavam para os atos de protesto. Ninguém ficou ferido, mas as motos sofreram danos. A mulher tentou fugir e foi presa minutos depois. 
Em Goiânia, protestantes assinam um abaixo-assinado para reivindicar um projeto de lei mais rígido contra a corrupção. De acordo com a Polícia Militar, 2.000 pessoas estão no local. Em Anápolis, a 55 km de Goiânia, manifestantes se reuniram na praça Dom Emanuel, no bairro Jundiaí.
Em Campo Grande, cerca de 500 manifestantes estão na praça do Rádio Clube. Eles pedem que Dilma renuncie ao cargo e que o número de ministérios seja cortado ao meio.
Camisas com a frase "Fora, Dilma" e faixas que dizem "Todo poder emana do povo! E em seu nome deve ser exercido cidadania" marcam a manifestação em Cuiabá. Cerca de 500 protestantes estão reunidos na praça Ipiranga, na região central
No Recife, manifestantes já estavam na avenida Boa Viagem, zona sul da capital pernambucana, por volta das 14h30. Um trio elétrico foi contratado pela organização. Pessoas usam faixas e cartazes para protestar. Uma das placas de um manifestante pede a prisão do ex-presidente Lula.
Em Fortaleza, por volta das 16h, na praça Portugal, reuniam-se 5.000 manifestantes protestando contra a presidente Dilma, segundo a PM. O objetivo era descer em passeata até a Praia de Iracema por volta das 17 horas.
Em Natal, manifestantes começam a caminhar pela avenida Bernardo Vieira de Melo, na zona sul, ao lado do shopping Midway Mall, às 16h50. A Sesed (Secretaria de Estado de Segurança Pública e da Defesa Social) atualizou os dados e já contabiliza 5.000 pessoas no protesto. O grupo usa roupas nas cores azul, amarelo, verde e branco. Eles carregam cartazes pedindo a saída da presidente Dilma e seguram bandeiras do Brasil. Um trio elétrico está no local.
Em Aracaju, por volta da 16h, os manifestantes se concentravam na avenida Beira Mar, na zona sul da capital sergipana. A caminhada segue até o parque Augusto Franco. Os manifestantes seguem com dezenas de vagas de placas com os dizeres "fora Dilma, e leve o PT junto."
Em João Pessoa, os manifestantes se reúnem no busto de Tamandaré, e seguem até o bargo da Gameleira, na orla da capital paraibana. Até o momento, não há estimativa oficial de público.
É tímida a participação de manifestantes em Rio Branco. Marcado para as 14h (16h de Brasília), a concentração, no Palácio Rio Branco, reunia menos de 50 pessoas. 
As fortes chuvas que atingem em Macapá, e alagaram ruas e praças, obrigou a organização a suspender o protesto na cidade, marcado para as 15h (16h de Brasília).
Em 15 de março, centenas de milhares de pessoas foram às ruas do país também para protestar contra a corrupção e alguns grupos também pediram a saída de Dilma, no momento em que ela e o governo enfrentam os piores índices de aprovação desde seu primeiro mandato.
Segundo a pesquisa Datafolha publicada neste sábado, a rejeição a Dilma parou de subir, mas ainda está alta. O levantamento mostrou que 13% dos entrevistados acreditam que Dilma faz um governo bom ou ótimo, mesmo percentual da pequisa anterior, enquanto 60% consideram o governo ruim ou péssimo, 2 pontos abaixo da pesquisa anterior. Ao mesmo tempo, a pesquisa mostrou que 63% dos brasileiros apoiam a abertura de um processo de impeachment contra a presidente..
Se você tem informações sobre os protestos realizados neste domingo (12), envie para o UOL o seu relato em texto, foto ou vídeo via Whatsapp (11) 97500-1925.