sábado, 29 de novembro de 2014

Jornal Sem limites apoia a Campanha de conscientização de infecções sexualmente transmissíveis- ( IST)










O projeto foi preparado pelo 4 período de enfermagem da FASAP,alunos e o Professor Marcelo Campelo, orientaram as pessoas que visitaram o stand e foi distribuído panfletos informativos e camisinhas masculinas e feminina


















Morre Chaves!O corpo do artista mexicano Roberto Gómez Bolaños será levado para a Cidade do México







O humorista Roberto Gómez Bolaños, criador dos personagens Chaves, Chapolin Colorado, entre outros, morreu nesta sexta-feira (28) em Cancún aos 85 anos. Em sua casa no balneário de Cancún, onde se refugiou os últimos anos para diminuir os efeitos de uma insuficiência respiratória e de outras doenças.


O corpo do artista mexicano Roberto Gómez Bolaños, famoso por ter criado e interpretado os personagens Chaves e Chapolin, será levado para a Cidade do México para que seus fãs possam se despedir de seu ídolo, no domingo (29), no estádio Azteca.



O ator estava aposentado há dez anos, mas isso não impediu que se adaptasse aos meios de comunicação mais modernos e se tornou um grande fã das redes sociais, tornando-se o mexicano com mais seguidores no Twitter - mais de 6,6 milhões.

Após sua morte, a televisão mexicana emitiu mensagens de luto com um "Obrigado para sempre, Chespirito (seu apelido no México)", como despedida a um comediante que engrandeceu sua história com os personagens da vila do Chaves e as aventuras do heroico Chapolin Colorado.

Enquanto isso, muitos fãs, tanto mexicanos como estrangeiros, estão se aglomerando em frente à casa do comediante, famoso por frases como "foi sem querer querendo" e "palma, palma, não criemos pânico".
"Era autêntico, engraçado", disse - com o rosto coberto de lágrimas - Sonia, uma turista chilena que chegou até a casa, localizada na região hoteleira de Cancún, após saber da morte do artista.
Sonia contou aos jornalistas que assistia às séries de Bolaños desde os 9 anos e lembrou a sala de aula do Professor Girafales, a vila do Chaves e o barril onde o personagem morava.

O menino pobre do barril, que usava boné com tapa orelhas, foi lembrado por muitas personalidades mexicanas, desde o presidente do país, Enrique Peña Nieto, até seus companheiros de viagem na vila, Édgar Vivar (Senhor Barriga), María Antonieta de las Nieves (Chiquinha) e Rubén Aguirre (Professor Girafales).
"Roberto, não se vá, você permanece em meu coração e nos corações de todos aqueles a quem você levou alegria. Adeus ''Chavinho', até sempre", disse Vivar.

Aguirre, por sua vez, disse estar 'estarrecido' pela morte de quem qualificou como o melhor escritor de comédia da televisão mexicana, enquanto María Antonieta agradeceu Bolaños "por ter feito tanta gente feliz e pelos maravilhosos momentos que compartilhamos no grupo".
Bolaños nasceu em 21 de fevereiro de 1929 na Cidade do México. Era filho de Elsa Bolaños-Cacho, secretária, e Francisco Gómez, pintor, desenhista e cartunista em jornais. Ele estudou engenharia, mas nunca seguiu a carreira.
Começou a trabalhar em uma agência de publicidade aos 22 anos e, muitos outros mais tarde, começou no cargo de roteirista escrevendo para programas de rádio e televisão, além de filmes para o cinema.
O apelido "Chespirito", um diminutivo espanholizado do sobrenome do dramaturgo inglês Shakespeare, foi dado pelo diretor de cinema Agustín Delgado por sua inesgotável imaginação e sua baixa estatura, de pouco mais de 1m60.
Em 1968, conseguiu seu primeiro espaço próprio na TV, de meia hora aos sábados à tarde, onde nasceram suas primeiras séries: "Los Supergenios de la Mesa Cuadrada" e "El Ciudadano Gómez".

Para o ano de 1970, seu espaço se duplicou com a série "Chespirito", de esquetes de humor. Foi ali que nasceram personagens como Chapolin Colorado e Chaves.
Tanto o personagem do super-heroi como o do menino peralta tiveram tanto sucesso que passaram a protagonizar suas próprias séries. Em 1973, os dois programas já eram exibidos em quase toda a América Latina.
Entre os personagens que criou se destacam o Seu Madruga, a Bruxa do 71, a Chiquinha, Quico, Jaiminho "o Carteiro", o Professor Girafales, o Botijão, assim como a Dona Florinda e Chimoltrúfia, ambas interpretadas por sua esposa, Florinda Meza.
Nesta sexta-feira, a centenas de quilômetros de Cancún, uma vizinha da casa que Bolaños tinha na Cidade do México foi a primeira a se aproximar do local para expressar seu pesar.

"Sinto como se um familiar tivesse morrido e isso não aconteceu comigo com nenhum outro artista", afirmou à Efe a senhora, que preferiu não se identificar e deixou uma mensagem junto a um ramo de crisântemos brancos com os dizeres: "Se cada flor significasse um sorriso que o senhor nos presenteou, todas as flores do mundo não seriam suficientes".
Relembre algumas das frases mais marcantes dessas e de outras criações de Bolaños.

'Ninguém tem paciência comigo' e 'Isso, isso, isso' marcaram programa.
"Foi sem querer, querendo"
"Ninguém tem paciência comigo"
"Tá bom, mas não se irrite"
"Isso, isso, isso"
"Pipipipipipi"
"Aí pego e zas, depois zas!"
"Já chegou o disco voador"
"Ai que burro, dá zero pra ele"
"Teria sido melhor ir ver o filme do Pelé"
"A vingança nunca é plena, mata a alma e envenena"
"É tudo culpa do professor linguiça!"
"Prefiro morrer do que perder a vida"
"A que parece de limão, é de groselha e tem gosto de tamarindo. A que parece de groselha, é de tamarindo com sabor de limão. E a que parece de tamarindo, é de limão com sabor de groselha"
"Volta o cão arrependido, com suas orelhas tão fartas, com seu osso ruído e com o rabo entre as patas"
"Seu Madruga, o senhor não vai morrer. Vão matar o senhor!"
"Boa noite meus amigos. Boa noite vizinhança. Prometemos despedirmos sem dizer adeus jamais"
"Não contavam com minha astúcia!"
"Sigam-me os bons"
"Palma, palma, não priemos cânico"
"Se aproveitam de minha nobreza"
"Suspeitei desde o princípio"
"Todos os meus movimentos são friamente calculados"
"Pepe, já tirei a vela"
"Politura de chefalícia"
"Sim, eu vooouuu"
"Isso me dá coisas"
"Você tem miolo de porco? Com razão é burro então"





quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Inaugurado em Santo Antônio de Pádua a Coopaf

















O município de Santo Antônio de Pádua ganhou uma Cooperativa Regional dos Produtores e Agricultores Familiares.
A inauguração aconteceu na manhã da última segunda-feira, dia 24 de novembro.
Estiveram presentes o prefeito paduano, Josias Quintal de Oliveira, a primeira dama e secretária de Assistência Social, Maria Tertuliana, o vice-prefeito Otony F. de Faria, o vereador e diretor administrativo da Coopaf, Alexandre de Castro Brasil, o diretor presidente da Coopaf Luis Fernando Lopes, o diretor de produção José Joaquim Pexioline, e Fagner Sousa Ribeiro, diretor financeira.
Prestigiou ainda o evento o diretor presidente da Cooperativa de Macuco Silvio Marine e o secretário de Agricultura Municipal, Leonardo Moura Leonardo.
Com a inauguração de um ponto de venda dos produtos da Coopaf os produtores conseguem atingir um dos objetivos do grupo que é a venda dos produtos ao consumidor, bem como atender cooperados.
Dotada de uma leiteria, uma farmácia e escritório, a sede da Coopaf, localizada no Centro de Pádua está apta a atender cooperados e clientes.
A parceria com a Cooperativa de Macuco garante que a produção da Coopaf seja beneficiada, industrializando assim a própria produção, através de terceirização.
A Coopafa num futuro próximo terá seus produtos comercializados com a própria marca e embalagens personalizadas.
Um dos maiores objetivos é a comercialização dos produtos às prefeituras e o beneficiamento de toda a produção municipal.
Leite, iogurte, manteiga, bebida láctea estão entre os produtos industrializados que poderão ser comercializados com o Executivo de todo o Estado do Rio de Janeiro para reforço da merenda escolar.
O prefeito paduano Josias Quintal ficou bastante empolgado com o empreendimento. Em seu discurso enumerou algumas ações da Prefeitura de Pádua, como a aquisição de uma fábrica de ração para atender a criação de peixes e outros, com capacidade de produção de 1000 kg dia.
Já Alexandre Brasil agradeceu o empenho de todos os cooperados, falou das perspectivas de crescimento futuro e a possibilidade do prefeito Josias vir a se tornar o primeiro prefeito do estado a comprar produtos desta natureza de agricultores familiares.
Silvio Marini falou da importância de se valorizar o sistema de cooperativas que garante a diversificação de serviços e o fortalecimento dos cooperados.

Sandro Olivier
























Bom, agora que a obra do Rio esta a todo o vapor, ninguém sabe de nada? È isso?

E as audiências publicam realizadas anteriormente,no dia 30 de agosto de 2012, não esclareceram nada como seria feita essa obra? As pessoas que participaram também, Mao se lembram de nada do que foi falado.

Vamos relembrar:

  A obra  compreendem a instalação de um sistema de eclusas, que deterão o excesso de água do rio e o desviarão para um reservatório próximo. Quando este encher, o excesso será conduzido por um canal e despejado novamente no rio, alguns quilômetros abaixo da cidade. A outra obra prevista para começar na mesma data será na cidade de Santo Antônio de Pádua, banhada pelo Rio Pomba.
O sistema de controle de cheias nesta cidade será diferente, com a aplicação de um conjunto de obras de drenagem, derrocamento de rochas e construção de diques de gabião e de aterro nas margens. Os planos foram alterados depois de novos estudos técnicos e geológicos. Em vez de cinco extravasores e uma barragem, serão apenas dois extravasores, um em Laje do Muriaé e outro em Itaperuna, e três sistemas de rebaixamento da calha dos rios em Pádua, Italva e Cardoso Moreira.”































Eu acho que estão querendo passar um diploma de burros para toda população paduana, eu pelo menos peço respeito, participei da audiência como jornalista e vi muitas pessoas lá presentes não se opor a obra e agora vem pousar de bom moço.


O edital de licitação das obras, orçadas em R$ 602 milhões, foi lançado assim que se encerraram as audiências públicas. Os recursos vêm do empréstimo concedido pelo Banco do Banco ao governo do estado, além do Tesouro estadual. Essa grana realmente dá para se ter perda de memória coletiva.
Agora se tiver que derrubar a ponte a culpa é de todos, que se construa uma nova, melhor que essa então, mesmo sendo patrimônio não respeitaram e assinaram o contrato. Agora ninguém, leu ninguém viu, e não têm culpados. Portanto, se você esteve presente nas audiências, que foram amplamente divulgadas, não foi porque não teve interesse no assunto, aceitação expressa não é proibida e o seu silêncio representou a concordância com a proposta. Assim, se tal contrato não fosse de interesse, do município, poderiam ter buscado  declarar expressamente a recusa da população. O silêncio pode constituir um instrumento de manifestação da vontade de contratar em certas circunstâncias. È dito popular, quem cala consente.

Esse legado que Lula deixou desrespeito ao cidadão,o silencio de pacto de nossos representantes, a corrupção não tem lei, é um crime, que compensa e quem participa fica preso pouco tempo, pra quanto sair curtir a vida e ri dos bobos, que somos nós, que acreditamos ainda nesses políticos.
São muitos milhões investindo em obras no município e com passagem de governo, muitas coisas ficaram já garantidas nos governos anteriores. Não tem porque Pádua sofrer com tanta falta de tudo!

 Se o Ministério publico de Pádua, investigar, o enriquecimentos de políticos paduanos,descobrirá que Pádua nunca teve tanto roubo,é muita gente se beneficiando,e quem denuncia o governo anterior,agora defende e se cala.Isso se chama politicagem! Como o jornal fecha suas portas em de 10 dezembro para não dizerem que compactuamos, e não noticiamos essa obra,deixo aqui nossa opinião.Deixo essa matéria para outros jornais e rádios  no município,darem continuidade. logico se puderem.




O Brasil precisa mudar essa legislação corrupta e sem moral!






As fotos abaixo foi registrada hoje dia 27 de novembro de 2014.


















Ocorrência 36 BPM‏

Na noite de ontem (26), Policiais Militares do 36° BPM quando em patrulhamento pela Rua Pedro dos Santos, bairro Carrapichão em Miracema, vieram a abordar um elemento identificado como C.J.S.B. de 22 anos, vindo a apreender com o mesmo 2,9g de maconha. O fato foi apresentado na 137 DP e o acusado autuado no Art 28 da Lei 11.343/06. Na DP, o acusado afirmou ser usuário de entorpecente e veio a relatar para a guarnição do PATAMO que havia comprado o material de um menor de 16 anos identificado como P.V.G.A. Diante dos fatos a PM, se deslocou até as Casinhas Populares no mesmo bairro, vindo a localizar o menor. No local informado foi encontrado 18 envólucros com material aparentando ser cocaína e mais 2 buchas aparentemente de maconha. O fato foi apresentado na 137 DP (Miracema)  ao Inspetor que após o material ser periciado constatou ser maconha , com o peso de 1,96 gramas e cloridrato de Cocaína, com o peso de 6,46 gramas. Por determinação do Dr Delegado foi feito o registro com base no fato análogo do Art. 33 da Lei 11.343/06, ficando o menor P.V.G.A. custodiado naquele Distrito Policial para ser apresentado posteriormente ao Ministério Publico.

-- 
Setor de Relações Públicas – P/5 do 36º BPM
Tel.: (22) 3853-3186

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Projeto premia criatividade dos professores de Porciúncula




Os professores da rede municipal de ensino têm um estímulo a mais no desafio de educar. Pela quinta vez, a Secretaria de Educação promove o Prêmio Professor Inovador, que premia as iniciativas de experiências educativas bem sucedidas implementadas nas escolas do município. 

A apresentação dos projetos inovadores de 2014 aconteceu no dia 14 de novembro na Escola Municipal Orlinda Veiga e contou com a presença de professores e diretores das escolas dos três distritos. Cinco professores participaram de oficinas em que apresentaram, com muita criatividade, suas experiências, compartilhando com os demais colegas uma nova forma de ensinar, já experimentada com bons resultados durante o ano em suas salas de aula.

Foram inscritos cinco projetos na edição deste ano: Brincar, contar e saborear – professora Adriana Coutinho da Cunha; Contos da vovó – prof. Ana Luísa Simões Coutinho; Diversidade textual – prof. Marilda Souza Silva; Libras na sala de aula – prof. Fabíola de Lourdes Chaves; Tolerar e amar é só começar – prof. Stevam Eugênio M. Henriques. Os professores concorrem a dois tablets, um micro system, uma TV de 29 polegadas e um notebook.

A secretária de Educação, Silmeia Prevatto de Barros, falou sobre a satisfação de poder contar com professores que sonham e vivem uma educação mais produtiva e com resultados já aplaudidos pelos maiores interessados – os alunos. “A partir do sucesso em sala é que as experiências são compartilhadas. Ser inovador não é tarefa simples. Requer senso de prioridade, altruísmo, tempo, energia, enfim, envolve correr riscos e assumir desafios. Desafios que não intimidam os professores da rede de Porciúncula e por isso estamos diante de novas perspectivas de ideias e educação”, falou a secretária aos presentes.

O evento ainda contou com uma palestra do professor doutor Wagner Ferreira Lima, que apresentou o tema Redes de leiturização: do analfabetismo à formação leitora e com a apresentação cultural dos alunos da Escola Municipal Mirela Meira Lyra, que levou seu grupo de bate-lata, mostrando como a arte e a educação se complementam.

No dia 25 de novembro foi a vez de conhecer a colocação dos concorrentes. A equipe avaliadora selecionou assim os projetos inovadores: em primeiro lugar, o projeto da professora Ana Luísa Simões Coutinho, seguida pelos educadores Stevam Eugênio Henriques, Adriana Coutinho da Cunha, Fabíola Chaves e Marilda Souza Silva.

Os prêmios serão entregues no início do ano letivo de 2015, quando a Secretaria de Educação realiza uma grande festa de boas vindas e ocasião propícia para apresentar aos demais colegas docentes os inovadores do ano 2014.
Os vencedores de um projeto como este, na verdade, são todos os que acreditam que podem fazer mais pela educação e não esperam, vão e fazem.
Rosimere Ferreira


























Dom Roberto Gomes Guimarães bispo emérito de Campos celebrou o ultimo dia da novena em Pádua!







Novenário a Nossa senhora das Graças é comemorado levando a palavra de Deus para fora da Igreja. Hoje na homilia o bispo  frisou isto diversas vezes, a importância da Igreja em levar o evangelho do Senhor a todos e da importância de Maria na vida dos  cristãos.Padre Marco convida todos a comemorar amanha o aniversario de Nossa Senhora Das Graças,com procissão e missa com o Bispo Dom Luiz Henrique da Silva Brito - Bispo Auxiliar do Rio de Janeiro (RJ).

Participem!!!!!!!!!!!!!